RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jan 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
II LIGA: SP. COVILHÃ PERDE 2-1 COM AROUCA
Rádio Cova da Beira
Injusto? Sim, sem d√ļvida. Por culpa pr√≥pria? Tamb√©m. Mas, vamos por partes. Os serranos na 1¬™ parte, dominaram durante 10', mas n√£o criaram perigo. O Arouca equilibrou, mas tamb√©m, n√£o teve situa√ß√Ķes de golo. Aos 35' a melhor situa√ß√£o de golo, para os le√Ķes da serra. Cruzamento da esquerda de Enoh para a √°rea, o esf√©rico bateu na canela de Filipe Cardoso e saiu por cima da barra.
Por Miguel Malaca em 19 de Apr de 2021

Apesar dessa situação criada, ao intervalo, o zero a zero aceitava-se.

No segundo tempo, mais e melhor Sp. Covilhã até aos 83'!.

Com um futebol mais apoiado, e de qualidade no passe, os leões da serra iniciaram a segunda parte, com um grande remate de Jean Filipe aos 46' que proporcionou um grande defesa para canto ao guardião Victor Rocha. 

Este foi o mote, para motivar ainda mais a equipa de José Bizarro, para lutar pela vitória, tendo em vista a manutenção na II Liga. O conjunto estava bem na partida, motivado, e o golo surgiu com naturalidade aos 57' por intermédio de Enoh, depois de uma boa jogada pela direita, aproveitando também uma falha defensiva do Arouca, com Jena Filipe a desmarcar Wendel, que acreditou que chegava à bola junto à linha final, cruzou para a pequena área, e depois o avançado fez o resto. Com o pé esquerdo fintou dois adversários, e com o direito marcou.

Armando Evangelista, que ainda acredita que pode subir de divisão, mexe na equipa, coloca muitos avançados na frente, mas até 8' do final do jogo, houve sempre mais coração do que cabeça, mas nunca os jogadores arouquenses deixaram de acreditar, também é verdade. No entanto era o Sp. Covilhã que estava melhor e mais confortável no encontro, e em contra-ataque (a ideia foi essa após o golo marcado), os serranos tiveram mais duas excelentes oportunidades de marcar.

Aos 65', Wendel dentro da área, teve tudo para fazer o 2-0, valeu o corte de um defensor contrário, na hora de rematar para a baliza. A jogada começou em Gilberto, e passou ainda por Enoh ( o melhor da equipa hoje). Aos 76', mais uma rápida transição pela esquerda, Jean Filipe,  viu Tiago Moreira completamente desmarcado do lado contrário, deu o esférico, e este rematou para a baliza, mas infelizmente, para ele, apanhou pela frente Quaresma, evitando o pior.

Os serranos defendiam bem, estavam confiantes, apesar do assédio forasteiro, e dos muitos cruzamentos para a área de Léo Navacchio, até que, aos 83' David Santos, que já tinha visto um amarelo na 1ª parte, travou um contra-ataque adversário, ao fazer uma falta junto à linha lateral. Lance para 2º amarelo, e consequente vermelho.

A jogar contra 10, o domínio assentou-se ainda mais, e o Arouca foi feliz. Arriscou, acreditou, e petiscou. 

O lateral esquerdo do SCC viu o erro que fez, prejudicou-se e prejudicou a sua equipa, que, em 3 minutos, viu o FC Arouca dar a "cambalhota" no marcador, e vencer um jogo que estava a ser muito difícil e complicado, e que não estava a ter arte e engenho, para desequilibrar, mas que aproveitou bem, com alguma sorte também, para conquistar 3 preciosos pontos, uma vez que não tem culpa nenhuma da asneira que o jogador adversário fez. Foi a festa de todo o staff, quer no seguindo golo, quer no final da partida. Não era para menos.

Aos 84', um cruzamento da direita para a área, cabeceamento de Quaresma, defesa apertada e incompleta de Navacchio, e junto ao segundo poste, Heliardo fez o empate.

Aos 87', a reviravolta. 

Mais um cruzamento para a área serrana, cabeceamento de Heliardo à barra, caprichosamente a bola veio de novo para dentro das 4 linhas, Basso cruzou da esquerda para a direita, e mais uma vez junto do 2º poste, Caballero rematou, o esférico ainda bate num jogador adversário e entrou na baliza.

Estava consumada a reviravolta no marcador e a vitória no jogo.

É caso para dizer que os suplentes foram de facto mais-valias (a experiência também conta, e muito) para o conjunto de Arouca.

Eficazes e felizes os forasteiros, sim, mas no acreditar esteve o ganho.

O Sporting da Covilhã, ficou a dever a si próprio outro resultado.

Não merecia perder, é verdade, mas o futebol não se compadece com erros, como aquele que sucedeu no Santos Pinto, na qual deitou por terra todo o esforço da equipa ao longo dos 90'.

Boa arbitragem de Rui Lima de Viana do Castelo. 

No próximo sábado, dia 24 de abril, o Sporting da Covilhã desloca-se a Mafra.

O jogo da jornada 30 da Liga Portugal 2 tem início marcado para as 20h30.

Relato na RCB.

Na 1ª volta, as equipas empataram  a dois golos, no Santos Pinto. 

 

# Notícia alterada. 

 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados