RCB/TuneIn
Segunda, 19 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
VIOL?NCIA DOM?STICA CONTINUA A PREOCUPAR
O n?mero de v?timas de viol?ncia dom?stica diminuiu no ?ltimo ano no distrito de Castelo Branco. Em 2007 o n?cleo de apoio criado no seio do governo civil registou 382 casos, menos dez que em 2007.
Por Paulo Pinheiro & Nuno Miguel em 12 de Apr de 2008
Apesar de ser menor, o número de casos de violência doméstica registados no distrito de Castelo Branco continua a preocupar a governadora civil. Alzira Serrasqueiro refere que em muitas situações os casos não são denunciados às autoridades “ é importante que continuemos a focalizar a atenção nestas situações. A tendência na Europa e em Portugal é de aumento, não me parece que em termos reais, no distrito, tenha havido diminuição”. Dos números apurados no último ano conclui-se que a esmagadora maioria das situações de violência ocorre entre cônjuges, sendo que o número mais elevado de vítimas é do sexo feminino. Castelo Branco e Sertã foram concelhos onde os índices aumentaram, Penamacor e Vila de Rei não têm qualquer caso sinalizado. A governadora civil de Castelo Branco confessa que, nos dois últimos casos, a situação é impossível “ todos os que conhecem o distrito não acredita que tal aconteça. Isto é impossível”. Quanto á Sertã, Alzira Serrasqueiro afirma que “nos últimos anos houve neste concelho um crescimento do conhecimento. Mais conhecimento e informação geram maior coragem e abertura, podemos estar perante um fenómeno desta natureza”. Para dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela associação de desenvolvimento da Beira Baixa (ADIBB), entidade que tem dinamizado o núcleo de apoio à vítima de violência doméstica no distrito, vai ser apresentada uma candidatura ao QREN para reforçar a actividade daquela estrutura, nomeadamente ao nível da prevenção.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados