RCB/TuneIn
Segunda, 12 Abr 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
100 ANOS, 100 BANDEIRAS
Rádio Cova da Beira
O Fundão foi uma das 100 localidades escolhidas pelo PCP para assinalar o centenário do partido, este sábado. À volta da praça do município foram colocadas 100 bandeiras do Partido Comunista Português e, para os que se quiseram associar ao centenário, Luís Lourenço, dirigiu umas palavras alusivas à data.
Por Paula Brito em 06 de Mar de 2021

Membro do PCP, eleito na assembleia municipal do Fundão pela CDU, Luís Lourenço lembrou o passado de luta do partido, sindical, contra a ditadura, pela mobilização social na defesa da liberdade e democracia, o PCP a tudo resistiu.

 

“Soubemos resistir, soubemos não cair em armadilhas, soubemos defender a democracia. Os que nos queriam aniquilar regozijaram-se com as derrotas da experiência socialista em alguns países socialistas e não só. E vaticinaram, desejaram, diria eu, o desaparecimento do PCP. Porém, neste início da terceira década do novo milénio, aqui estamos para celebrar o centenário. Os tempos não são fáceis, mas para nós nunca foram.”

 

Em dia de celebrar o centenário, o PCP recordou o passado e falou do futuro. Os comunistas querem continuar “com criatividade, com estudo e com ação” a enfrentar novos desafios e sabem o caminho que não querem seguir.

 

“O futuro não é, não pode ser, em nome do sacrossanto lucro, a depredação dos recursos naturais, seja na reflorestação da Amazónia, seja na disseminação de culturas intensivas, como por aqui também se faz. O futuro não é, não pode ser, a precarização do trabalho, a vulgarização do salário mínimo, a perseguição a dirigentes e ativistas sindicais”.

 

Para o PCP, o futuro passa pelo aprofundamento da democracia, política, social, cultural e económica. “O futuro tem de ser uma justa distribuição da riqueza. O futuro tem de ser o respeito e valorização do trabalho. O futuro tem de ser um desenvolvimento sustentável com respeito pela natureza.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados