RCB/TuneIn
Segunda, 12 Abr 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
IDANHA EXIGE REFORÇO DE MILITARES DA GNR
Rádio Cova da Beira
A assembleia municipal de Idanha-a-Nova aprovou por unanimidade duas moções que contestam o encerramento temporário dos postos territoriais da GNR no Ladoeiro, no Rosmaninhal e em Monsanto.
Por Nuno Miguel em 02 de Mar de 2021
A primeira moção foi apresentada pela bancada do PS. Gonçalo Costa sublinha que “o encerramento dos postos da GNR provoca grande descontentamento na população e aumenta o sentimento de insegurança. Apesar de vivermos tempos excepcionais, devido à existência de uma pandemia, não pode o estado abandonar o seu território e deixar as populações ao sabor da sua sorte, principalmente em territórios de baixa densidade e com população envelhecida”. O também presidente da Junta de Freguesia do Ladoeiro para além de reivindicar “a reabertura urgente dos postos territoriais no concelho de Idanha-a-Nova é determinante aumentar o número de efetivos e o alargamento do horário de funcionamento para que esta situação não se volte a repetir”.
Também a moção apresentada pela bancada do PSD/CDS-PP, reuniu unanimidade. Paulo Rodrigues sustenta que “o ministério da administração interna e o comando distrital da GNR devem dotar todos os postos de territoriais dos meios humanos, infraestruturas e equipamento necessários ao seu funcionamento e ao exercício condigno das suas funções junto das populações do concelho de Idanha-a-Nova”. De acordo com o presidente da câmara de Idanha, Armindo Jacinto “a nossa discordância em relação ao encerramento temporário dos postos da GNR foi total e já manifestámos a nossa posição ao governo. Estaremos sempre atentos à situação e continuaremos a pedir mais elementos da GNR para o concelho de Idanha e a disponibilizar condições para que os postos estejam abertos”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados