RCB/TuneIn
Terça, 19 Jan 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
SINDICATO APREENSIVO
O sindicato dos trabalhadores da hotelaria e da restaura??o diz estar muito preocupada com o aumento da precariedade naquele sector. Preocupa??es apresentadas, em confer?ncia de imprensa, onde o presidente da direc??o regional do centro garante que "a diminui??o dos n?meros do desemprego est? directamente relacionada com a sazonalidade do trabalho nesta ?rea".
Por Nuno Miguel em 25 de Aug de 2010

Mas para além do aumento da precariedade há outras situações que preocupam António Baião "estamos a falar da não actualização das tabelas salariais; da falta de pagamento do trabalho suplementar aos fins de semana e feriados e ainda das bolsas de horas onde os trabalhadores superam o seu horário e trabalho e não sabem quando vão usufruir das horas que trabalharam a mais".

No distrito de Castelo Branco estão filiados nesta estrutura cerca de mil trabalhadores, mas segundo as contas do sindicato as actividades da hotelaria e da restauração empregam mais de 15 mil pessoas em todo o distrito.António Baião refere que essa situação fica a dever-se "a uma limitação da actividade sindical por parte das empresas que muitas vezes não permitem a distribuição de documentos e a realização de plenários; é uma situação a que vamos dar resposta com a criação de delegações distritais em toda a região para que os trabalhadores possam chegar até nós com maior brevidade".

Na área da restauração, o sindicato diz estar muito preocupado com a situação vivida na área da alimentação rápida, que está sediada nas grandes superficies comerciais "há casos em que os trabalhadores são pagos com 2 recibos diferentes para não deixarem de ser considerados em situação de part-time, o trabalho nocturno nem sempre é pago e todas estas situações, apesar de serem por nós denúnciadas, não merecem a atenção devida por parte dos responsáveis da autoridade para as condições de trabalho".

O sindicato vai, durante os próximos dias, levar por diante uma campanha de sensibilização dos trabalhadores do distrito e em breve vai iniciar a discussão das novas propostas salariais para o ano 2011. Paralelamente vai também estar envolvido na jornada nacional de luta, agendada pela CGTP, para o próximo dia 29 de Setembro.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados