RCB/TuneIn
Quarta, 27 Jan 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PLATAFORMA DENUNCIA PRESSÕES
Rádio Cova da Beira
A plataforma pela abolição nas portagens na A 23 e na A 25 acusa membros do governo e a presidente do grupo parlamentar do PS de estar a encetar “uma campanha de pressão sobre as restantes forças políticas no sentido de não constituírem aquilo que apelidam de coligações negativas e assim não aprovarem a diminuição do valor das portagens ou a reposição do regime sem custos para o utilizador”.
Por Nuno Miguel em 25 de Nov de 2020
Em comunicado a plataforma afirma que “coligações negativas são aquelas que o governo tem feito para impedir a abolição das portagens ou a redução do seu valor”. Assim, para os membros da plataforma “a conjugação de votos para a abolição ou redução do preço das portagens é uma coligação positiva porque vai ao encontro dos interesses da população e é um contributo para o desenvolvimento do interior, para a coesão territorial do país e para o combate às assimetrias regionais”.
Os responsáveis recordam que estas vias “foram criadas para combater as assimetrias regionais, e que apenas foram portajadas em plena crise 2008-2009” sublinhando que “não existem alternativas às duas autoestradas, com a agravante da A23 e A25 terem sido decalcadas da IP2 e da IP5”, com preços que são “os mais caros do país, em contraponto com o troço Lisboa-Cascais, sempre em «Black Friday»”.
A plataforma sublinha que “até 2012 as receitas líquidas das portagens nas antigas scuts nunca foram receita ordinária do orçamento de estado” recordando que “um estudo do governo anterior, do ministério dos transportes demonstrou que até 50% de redução, a elasticidade procura-preço permite obter a mesma receita final”. Por isso “os beirões vão estar atentos às votações desta semana e certamente vão extrair as devidas conclusões, sobretudo depois da memorável marcha lenta de protesto e indignação da passada sexta feira”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados