RCB/TuneIn
Segunda, 30 Nov 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
BE DENUNCIA PRECARIEDADE NO CHUCB
Rádio Cova da Beira
O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda na assembleia da república questionou o ministério da saúde sobre a situação de precariedade que é vivida por enfermeiros contratados que exercem a sua actividade profissional no centro hospitalar universitário da Cova da Beira.
Por Nuno Miguel em 21 de Nov de 2020
Numa pergunta enviada pelo deputado Moisés Ferreira, o Bloco de Esquerda refere que existem pelo menos dois enfermeiros “que integram bolsas de recrutamento e que foram contratados a termo” no passado mês de Março “quando a tutela deu autorização aos hospitais para contratarem enfermeiros para o reforço do serviço nacional de saúde”. Os contratos destes profissionais “terminaram em Agosto mas em Outubro foram de novo contratados para reforçar as equipas devido ao aumento da pandemia, estando deste então a cumprir o quarto e o terceiro contrato com o hospital”.
O Bloco de Esquerda acrescenta que “foi solicitada autorização para que os profissionais fossem incluídos na lista de contratações, mas o pedido não foi autorizado”, o que se configura como “uma enorme injustiça e um factor de desmotivação” uma vez que só em Outubro “é que o Governo decidiu abrir concursos para vincular alguns dos contratos de quatro meses, deixando, ainda assim, várias centenas de profissionais de fora. O governo recusou a autonomia das instituições para contratar por tempo indeterminado e recusou a vinculação de todos os profissionais” defendo que “o centro hospitalar e outras unidades de saúde do país devem poder contratar de forma definitiva e segundo as suas necessidades”.
Face a esta situação, o Bloco de Esquerda quer saber quantos contratos de quatro meses foram efectuados pelo centro hospitalar, porque motivo não foram abrangidos pelos contratos sem termo os profissionais que já cumpriam contrato antes da autorização do governo e porque razão o centro hospitalar universitário da Cova da Beira continua sem autonomia para contratação de forma permanente.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados