RCB/TuneIn
Segunda, 18 Jan 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
BAJA DE IDANHA: ESCUDERIA CB NÃO CONCORDA COM CANCELAMENTO
Rádio Cova da Beira
A Escuderia Castelo Branco reagiu nas redes sociais, da decisão do município idanhense, em anular prematuramente a Baja TT Idanha-a-Nova, de 28 e 29 de novembro. Tratava-se da última prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno e Campeonato Europeu de Bajas 2020. O clube liderado por António Sequeira refere que "a anulação da Baja de Idanha foi precipitada e injustificada".
Por Miguel Malaca em 10 de Nov de 2020

Outras da categoria:

Na sua página do Facebook, a ECB acrescenta que "foi com surpresa que a Escuderia Castelo Branco soube da notícia do cancelamento da Baja TT Idanha-a-Nova. A decisão unilateral do presidente do município contraria todos os indicadores e pareceres e representam um forte rombo para a economia do concelho, para os planos da organização, que trabalhava no evento há meses, e nas expectativas de vários concorrentes dos campeonatos para os quais a prova pontuaria e que viram o fim da temporada antecipado", lê-se no Post.

 

A Escuderia Castelo Branco e os seus responsáveis, falam ainda que "têm a consciência que o contexto actual é diferente e que a pressão provocada pela pandemia é maior. Contudo, não há qualquer razão para anular a sua realização. Além disso, a organização estava a preparar tudo com o acompanhamento próximo das diversas entidades, sem qualquer receio. Esta decisão, a duas semanas da realização da Baja TT Idanha-a-Nova é um duro golpe para o concelho e para a região. O tecido empresarial tinha a perspectiva de aumentar a actividade durante esses dias e, de repente, perdeu mais uma oportunidade de lutar contra as dificuldades causadas por este ano atípico. Para a Escuderia Castelo Branco, esta decisão cria problemas à operação de uma instituição que há 56 anos procura, através dos desportos motorizados, promover a região".

 

A missiva escrita pela ECB, finaliza dizendo que " o cancelamento da Baja TT Idanha-a-Nova contribui para o desvirtuar da dimensão desportiva dos campeonatos nacionais de todo-o-terreno de automóveis e de motos. Haviam inúmeros pilotos que tinham ambições legítimas e consideravam a participação na prova marcada para os dias 27, 28 e 29 de novembro. Como última prova do campeonato, seria o palco de quase todas as decisões dos campeonatos de 2020. A Escuderia Castelo Branco lamenta que esta decisão do município, tomada de forma unilateral, não tenha sido comunicada com outro tipo de consideração. A Escuderia Castelo Branco e a autarquia são parceiras na última década. Juntas têm trabalhado na organização e promoção de iniciativas que contribuem para o desenvolvimento da região". Conclui a direcção da Escuderia Castelo Branco naquela rede social.

 

  

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados