RCB/TuneIn
Segunda, 30 Nov 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
SUBIU PARA 49 CASOS SURTO NO LAR DA MISERICÓRDIA DO FUNDÃO
Rádio Cova da Beira
Subiu para 49 casos o surto de Covid-19 no lar da misericórdia do Fundão. Dos 80 utentes do lar, 36 deram positivo, 42 negativo e há dois inconclusivos. Neste caso, os testes foram repetidos, mas os resultados só serão conhecidos amanhã. Há ainda 13 funcionários infetados.
Por Paula Brito em 28 de Oct de 2020

Durante esta tarde foi feita uma desinfeção às instalações do lar e os idosos que testaram negativo foram transferidos para uma unidade hoteleira. Duas medidas tomadas para minimizar os riscos de contágio como referiu o presidente da câmara do Fundão, Paulo Fernandes, em conferência de imprensa.

 

“Neste momento está conseguida uma das grandes questões neste processo, que é a separação daqueles que estão positivos, dos que estão negativos, diminuindo ainda mais o que possam ser outras cadeias de transmissão e de contágio entre utentes que, são muito sensíveis, como sabemos.”

 

Paulo Fernandes deixou uma nota de “confiança em todas as instituições e de tranquilidade à comunidade.”  

 

Segundo o provedor da misericórdia do Fundão, Jorge Gaspar, a maioria dos utentes que testaram positivo é assintomática ou apresenta sintomas ligeiros.

 

“Em relação aos que estão, neste momento, positivos, na sua maioria estão assintomáticos, os que estão sintomáticos têm sintomas leves, sobretudo picos febris e alguma tosse, nalguns casos, não temos problemas respiratórios, o que, nos deixa uma esperança de que consigamos ultrapassar este problema, que é grave, mas sem consequências mais graves e que todos os utentes possam recuperar rapidamente.”

 

Ainda segundo Jorge Gaspar, os 13 funcionários do lar da misericórdia que testaram positivo “estão em casa”.

 

Fora da misericórdia, há 25 casos na comunidade, confirmou ainda o presidente da câmara municipal do Fundão, sobretudo entre famílias.

 

“São situações muito distribuídas entre a nossa cidade e várias freguesias rurais, o padrão é muito familiar, são vários focos de várias famílias que têm, dentro da própria família contágio. O caso maior que temos são seis casos na mesma família, o resto são casos muito isolados, cujas cadeias ou já forma testadas ou estão em teste, não são muito preocupantes.”

 

Segundo o autarca, não há casos de internamento a registar e continuam a ser testadas as redes de contágio, sendo que até ao momento, “tem havido capacidade para ir atrás da rede de contágio.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados