RCB/TuneIn
Quinta, 12 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
ERES: PROCESSO CONTINUA
O sindicato dos trabalhadores do sector t?xtil da Beira Baixa acusa o liquidat?rio da empresa ERES de retirar o dinheiro ?s trabalhadoras para o entregar ao Fundo de Garantia Salarial. Uma decis?o que viola a senten?a do tribunal da rela??o de Coimbra.
Por César Duarte Ferreira & Paula Brito em 28 de Mar de 2008

O sindicato têxtil da Beira Baixa convocou uma reunião com as ex-trabalhadoras da ERES para o próximo dia 3 de abril às 21 horas, no auditório da escola secundária do Fundão.

Um encontro onde vai ser decidido o que fazer perante aquilo que o sindicato chama de mais uma manobra para impedir que o dinheiro da venda da empresa seja distribuído pelas trabalhadoras.

É que apesar de ter sido esta a decisão do tribunal da relação de Coimbra o liquidatário apresentou um plano de rateio em que retira o dinheiro às trabalhadoras para o entregar ao Fundo de Garantia Salarial. O Sindicato entregou um requerimento à juíza do processo para que não dê acolhimento ao plano de pagamento  do liquidatário, já que viola a sentença do tribunal.

A estrutura sindical não entende o comportamento do liquidatário mas recorda que estas demoras só o beneficiam em prejuízo das trabalhadoras já que os honorários do liquidatário são mensais e só terminam quando o processo acabar.

Em comunicado o sindicato demarca-se de um apelo anónimo que está a circular para uma reunião junto à porta do liquidatário uma vez que entende que qualquer posição a tomar deve ser colectiva e decidida por todas as trabalhadoras.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados