RCB/TuneIn
Terça, 27 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PS RESPONDE A LUÍS SANTOS
Rádio Cova da Beira
A concelhia do PS do Fundão vem, em comunicado, lamentar o que classifica como um “ataque pessoal do presidente da distrital do PSD à deputada Joana Bento”.
Por Nuno Miguel em 19 de Sep de 2020
Em comunicado o Partido Socialista afirma que “muitos fundanenses têm sentido no bolso aquilo a que Luís Santos apelidou de «Fundão Gourmet»” deixando como exemplo “quando confrontam o preço da fatura da água com a qualidade do serviço prestado”. Talvez por isso “o líder distrital do PSD tenha optado por se focar em manchar o nome de Joana Bento, a quem chamou de «deputada fantasma», «vereadora em part-time» ou «subalterna» dos poderes instituídos.
Tais afirmações, acrescenta o PS, apenas revelam desconhecimento do líder da distrital do PSD do desempenho político de Joana Bento que como deputada se bateu “entre muitas outras coisas pela criação de apoios aos produtores da cereja; a criação de mais limites à emissão de licenças de exploração de centrais de biomassa; a transferência dos militares para o novo posto da GNR de Alpedrinha; ou a redução das portagens na A23”. Questões que durante largos anos “os deputados do PSD, Carlos São Martinho e Manuel Frexes, nunca ousaram defender, chegando mesmo a votar contra á obra de modernização da via férrea da Beira Baixa ou à isenção das portagens na A23”.
O Partido Socialista acrescenta que como vereadora, Joana Bento também já revelou a sua preocupação “perante o aumento do endividamento do município, a aposta desmesurada em empresas das novas tecnologias em detrimento do apoio aos empresários locais, a péssima qualidade do serviço prestando na recolha de resíduos ou a falta de condições da praça”. Ao apelidar Joana Bento de “vereadora em part-time” o líder distrital do PSD “revelou  também o desdém que tem pelo trabalho autárquico desenvolvido pela sua militante Cláudia André. Recorde-se que a mesma, após ter sido eleita deputada nas listas do PSD, continuou a exercer as suas funções de vereadora no município da Sertã em part-time”.
Ao terminar este comunicado, o PS refere que Luís Santos “em vez de desferir ataques pessoais sem qualquer noção da realidade, deve reflectir se a falta de conhecimento de factos políticos regionais não esteve na origem da baixa votação nas legislativas do ano anterior no concelho onde reside, o que em boa parte o impediu de ser eleito deputado”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados