RCB/TuneIn
Terça, 22 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SC COVILHÃ DERROTADO NA ESTREIA DA II LIGA
Rádio Cova da Beira
O Sporting da Covilhã entrou com o pé esquerdo na II Liga, ao perder no reduto do Penafiel por 1-0. Os serranos revelaram algumas dificuldades em criar situações de finalização, à exceção de um par de lances de bola parada. A entrada de Ronaldo Tavares, que marcou o único golo do encontro, foi decisiva para os penafidelenses.
Por Paulo Pinheiro em 14 de Sep de 2020

Primeira metade do jogo pouco frutífera em termos de lances de finalização. O Covilhã tentou, teve mais bola, mas não conseguiu criar situações evidentes de golo. Do lado penafidelense, o futebol apresentado foi igualmente insuficiente para incomodar Bruno Miguel, à exceção de um lance já no fim da primeira parte, na sequência de um remate cruzado de Ludovic, a que o keeper covilhanense respondeu com uma boa intervenção (43'). 

Na 2ª parte, o jogo parecia seguir a mesma toada, mas a entrada de Ronaldo Tavares acabou por se revelar decisiva. O avançado português entrou endiabrado e, naquela que terá sido a melhor jogada de todo o jogo, marcou. Uma bonita jogada de ataque dos locais, com variação de flanco para o lado esquerdo na génese. Após cruzamento para a área do lado canhoto, Ronaldo Tavares, então recém-entrado, dominou com espaço à meia-volta e atirou a contar (67'). O Covilhã revelou dificuldades no último terço e, apesar de ter tido mais bola, não conseguiu ser consequente em ataque continuado. Os serranos tiveram dois lances de bola parada em que podiam ter chegado à igualdade - primeiro Enoh, com um remate ao segundo poste (79') e depois Simões com um cabeceamento ao lado (90') -, mas o placard não se alteraria. 

Gilberto, no final do encontro, em declarações à Sporttv, canal que transmitiu o jogo, mostrou-se resignado. 

"Faltou fazer golos, a diferença foi essa. Entrámos bem, assumimos o jogo. O Penafiel deixou-nos sair a jogar, não sei se por estratégia ou não. Conseguimos ter a bola na primeira parte, entrar nos espaços que tínhamos trabalhado durante a semana. Na segunda parte, infelizmente, não continuámos com a mesma atitude, esticámos o jogo e no último passe falhámos. Podemos fazer muito mais e vamos fazer de certeza. (Os adeptos) podem esperar mais atitude, raça e trabalho todos os jogos para conseguir vencer", disse o capitão dos serranos. 

Já Daúto Faquirá, treinador dos leões da serra, fala de um resultado injusto.  

"O resultado não corresponde ao que foi o jogo. A melhor equipa foi a nossa em grande parte do encontro. Na segunda parte o jogo foi mais dividido, mas na primeira parte só uma equipa procurou jogar, e outra equipa jogou na expetativa, à procura do erro. É uma estratégia. A melhor equipa foi a nossa. Aceito que nos faltou melhor definição no último terço para materializar o volume ofensivo que tivemos. Houve dois momentos que desequilibraram a equipa: a lesão do Tiago (Moreira) e a entrada do Ronaldo, que ganhou um duelo e fez um golo. Nos últimos 10' não ligámos o jogo como vinhamos fazendo. No mínimo merecíamos sair daqui com um ponto", sublinha. 

Na próxima ronda, o Covilhã recebe no Santos Pinto o Cova da Piedade, numa partida agendada para sábado, às 18h. 

 

c/ Renato Santarém 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados