RCB/TuneIn
Terça, 20 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
PARCERIA ORIENTAL/AAUBI FORMALIZADA
Rádio Cova da Beira
Está oficialmente rubricada a parceria entre a Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI) e o Oriental de São Martinho para a criação de um clube de formação de jovens andebolistas.
Por Paulo Pinheiro em 12 de Sep de 2020

Numa fase inicial, o projeto vai focar-se na faixa etária dos seis aos 12 anos e os treinos vão decorrer nos pavilhões da universidade. Ainda sem data oficial de arranque por força das dúvidas trazidas pela pandemia, a ideia futura é utilizar o pavilhão do Oriental de São Martinho, que vai sofrer obras. Para o presidente da coletividade é importante trazer de volta o desporto ao dia-dia-dia da instituição, cujo foco têm sido as atividades culturais. Uma “reformulação desportiva”, que este projeto permite levar adiante.

“O Oriental tem uma marca desportiva na cidade fortíssima, mas que ultimamente está mais direcionado para a cultura. Para nós, direção, era importante conseguirmos ter uma reformulação da parte desportiva para conseguirmos alavancar o clube à representação que ele já teve em décadas anteriores”, refere Francisco Mota. Sem negligenciar as provas de caráter competitivo, o dirigente máximo da coletividade congratula-se por o projeto se focar nesta fase “na formação”.

A ligação entre o Oriental e a AAUBI vem fortalecer a ligação cada vez mais próxima da associação estudantil com a cidade da Covilhã. “É importante desenvolver o andebol, tanto na cidade como na região. Para nós é bastante gratificante encontrar uma associação ativa, com um presidente ativo. Vem dar mais força ao que a AAUBI tem feito nos últimos anos, de cada vez estar mais presente na cidade, nas suas atividades”, diz Ricardo Nota, presidente da AAUBI.

Sentimentalmente ligado à modalidade por influência do pai, é especial reerguer a modalidade na região para João Silva, que vai ser o coordenador do projeto.  

“Se calhar quem andou quase toda a vida com o andebol às costas foi o meu pai. Na barriga da minha mãe praticamente já jogava andebol. Sempre vi o andebol como uma modalidade tradicional na cidade, depois acabou por cair, o meu pai afastou-se. Um projeto que arrancou pelo telhado, pelos seniores, agora sim com condições para procurar os alicerces.  Normalmente é ao contrário, aqui foi a forma de arrancarmos”, refere à RCB.

Para um desporto com história da Covilhã, este projeto vem responder a uma carência a nível formativo.

“Uma modalidade com história na Covilhã. Atualmente já existia através da Associação Académica, no âmbito da competição sénior. Agora, a nível de formação, torna-se acessível às nossas crianças e aos nossos jovens”, diz José Miguel Oliveira. O vereador de desporto e associativismo da Câmara Municipal da Covilhã espera ainda que o projeto “siga as pisadas da parceria GD Mata/AAUBI”, que neste momento “já leva atletas às seleções nacionais nas camadas mais jovens”.

Já com algumas ações de demonstração em Atl’s da cidade, os treinos devem arrancar em 2021 nos pavilhões da universidade. 

 

notícia de Renato Santarém 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados