RCB/TuneIn
Sábado, 26 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“DISCRIMINAÇÃO” DO GOVERNO E SEGURANÇA SOCIAL
Rádio Cova da Beira
O Sindicato dos Trabalhadores do Setor Têxtil da Beira Baixa (STBB) acusa o Governo e a Segurança Social de “discriminação” no pagamento do complemento de estabilização e diz existir “desresponsabilização” das empresas relativamente às suas obrigações. Os sindicalistas falam de uma perda de 1260 euros por parte de um “significativo número de trabalhadores” no espaço de quatro meses.
Por Paulo Pinheiro em 12 de Aug de 2020

Além de acusar o Governo de, numa primeira fase, impor o lay-off sem que os trabalhadores “se pudessem opor”, o sindicato aponta, posteriormente, para a delegação de responsabilidades para a Segurança Social, obrigações que, no seu entender, deviam ser assumidas pelas “empresas”.

De acordo o sindicato, o complemento de estabilização que o Governo anunciou para os trabalhadores no final do mês do julho não está a ser cumprido integralmente. “A segurança social está a deixar de fora os trabalhadores que trabalham por turnos e que tiveram perdas bastante significativas nas suas remunerações”, lê-se em comunicado.

A não atribuição do pagamento do complemento de estabilização aos trabalhadores por turnos que auferem a salário mínimo nacional indigna os sindicalistas, pois, como referem, a percentagem de turno “conta para todos os cálculos (pagamento taxa social única, entrou nas contas para perda de remuneração no processo de Lay Off)”, mas não conta para efeitos “do pagamento do dito complemento de estabilização”.

O STBB fala de perdas no rendimento familiar de aproximadamente 1260 euros (315 euros/mensais) para trabalhadores que estiveram em lay-off total (suspensão) entre abril e junho, assim como para “trabalhadores que estando em Lay Off com redução de horário de trabalho, mas a laborar, deixam de auferir a percentagem noturna e, levam no final do mês para casa 565.15€ mais  o subsídio de refeição dos dias trabalhados”, conclui.

 

c/ Renato Santarém 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados