RCB/TuneIn
Quarta, 05 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PANDEMIA TRAVOU CRIAÇÃO DE EMPRESAS NO INTERIOR
Rádio Cova da Beira
O director do observatório para o desenvolvimento económico e social da universidade da Beira Interior considera que a pandemia do Covid-19 veio trazer resultados fortemente negativos ao nível da criação de empresas nos distritos de Castelo Branco e da Guarda. Os números fazem parte de um estudo realizado por José Pires Manso sobre dinâmica empresarial da região no primeiro semestre deste ano.
Por Nuno Miguel em 31 de Jul de 2020
No estudo agora publicado, José Pires Manso refere que no distrito de Castelo Branco foram criadas 31 novas empresas no primeiro semestre deste ano, o que representa uma quebra de 28,5 por cento em relação ao ano passado. Na Guarda foram constituídas 11 empresas novas o decréscimo é de 40,3 por cento. Em igual período houve oito empresas a entrar em situação de insolvência em Castelo Branco e duas na Guarda.   
De acordo com José Pires Manso, esta situação “está a ter fortes reflexos ao nível da criação e eliminação de empregos. Se por um lado a pandemia foi benéfica uma vez que houve menos empresas a fechar, o saldo foi mais negativo para Castelo Branco ao nível das insolvências”.
O estudo permite ainda concluir que por cada empresa encerrada se criaram menos empresas nos distritos do interior. Um facto que, de acordo com o director do observatório “tende a agravar o fosso entre o litoral e interior também ao nível da dinâmica empresarial”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados