RCB/TuneIn
Quarta, 05 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FUNDÃO ASSINALA CENTENÁRIO DE AMÁLIA RODRIGUES
Rádio Cova da Beira
O edifício da Moagem vai acolher, entre 23 de Julho e 16 de Agosto, a exposição “Bem-Vinda Sejas Amália”. A iniciativa vai dar o pontapé de saída a um conjunto de actividades que a câmara municipal do Fundão vai promover para assinalar o centenário do nascimento da fadista.
Por Nuno Miguel em 16 de Jul de 2020

Outras da categoria:

Trata-se de uma exposição concebida pela fundação “Amália” que se assume como uma tournée da fadista “composta por fotografias, esculturas, objectos e registos audiovisuais. Desenvolvida em quatro módulos, “Bem-Vinda Sejas Amália” dá a conhecer as diversas facetas de Amália. Do eco do sucesso mundial, pelo seu vanguardismo e arrojo artístico, ao recato do seu camarim, não esquecendo as curiosidades menos conhecidas da sua carreira.
Para além da inauguração desta exposição, vai também ser inaugurado um mural de homenagem à fadista, pintado pelos artistas “Contra_rua” e “Frederico Draw” e na rua conselheiro José Alves Monteiro, a que se segue a apresentação do livro “Amália, a Raiz e a Voz”.
Trata-se de um trabalho coordenado por Arnaldo Saraiva, que conta com a colaboração e testemunhos de vários músicos nacionais e internacionais. Esta obra vai, ainda, dar conta do trajecto de vida de Amália Rodrigues e contará com testemunhos e registos publicados no “Jornal do Fundão”. A capa do livro foi concebida por Siza Vieira. 
Amália Rodrigues, de seu nome completo Amália da Piedade Rebordão Rodrigues, nasceu, segundo o seu registo de nascimento, a 23 de Julho de 1920, tendo a artista adoptado o dia 1 de Julho como data de aniversário. A fadista é filha de Lucinda da Piedade Rebordão e Albertino de Jesus Rodrigues, que residiam no Fundão.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados