RCB/TuneIn
Terça, 11 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
COVILHÃ APOSTA NA ECONOMIA CIRCULAR TÊXTIL
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal da Covilhã estabeleceu uma parceria com a plataforma «To-Be-Green» no sentido de adoptar novas soluções para peças de vestuário em fim de vida permitindo o seu descarte, partilha e valorização através de lojas sociais, upcycling e reciclagem.
Por Nuno Miguel em 14 de Jul de 2020

Outras da categoria:

Em comunicado o município refere que esta plataforma “funciona como um e-marketplace de economia circular, suportada numa aplicação e plataforma dedicadas e orientada para as novas gerações de consumidores, sendo uma resposta para os problemas crescentes dos resíduos têxteis pós-consumo produzidos nos territórios”.
O projecto incorpora a digitalização dos artigos em fim de vida entregues pelos utilizadores, permitindo a sua rastreabilidade e segue a hierarquia dos resíduos que é sugerida pela União Europeia, com foco na economia circular têxtil, incluindo o módulo “Covid Free” para o tratamento de máscaras sociais de protecção do novo coronavírus por alunos do 2º, 3º ciclo e secundário das escolas do concelho da Covilhã.
De acordo com a autarquia “o município da Covilhã será o primeiro concelho português onde este inovador sistema será implementado na sua globalidade. Uma das suas principais vertentes destina-se às escolas do concelho. No próximo ano lectivo aos alunos do concelho de Covilhã será possível entregar as suas máscaras individuais em fim de vida à saída da sua escola em contentores adequados, para posterior recolha e tratamento por parte da «To-Be-Green». Esses materiais têxteis serão depois convertidos em matéria-prima para outros produtos à base de fibras têxteis no centro de valorização de resíduos da universidade do Minho”.
No âmbito deste projecto vai ainda ser disponibilizada a todos os covilhanenses uma loja social “para a entrega e partilha de peças de vestuário em fim de vida, em colaboração com as IPSS do Concelho e com outras entidades que apoiam os mais desfavorecidos. Com esta solução tecnológica, a proximidade às escolas e às novas gerações será muito grande, promovendo ainda mais os comportamentos sustentáveis dos novos consumidores, aumentando os níveis de reciclagem e reduzindo consequentemente os encargos do município com os seus resíduos domésticos, criando valor para o vestuário em fim de vida”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados