RCB/TuneIn
Quarta, 05 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÔŅĹTICA
UMA UNIÃO INEFICAZ
Rádio Cova da Beira
√Č desta forma que o l√≠der da bancada do CDS/PP na assembleia da uni√£o de freguesias Covilh√£/Canhoso classifica a falta de ac√ß√£o do executivo no apoio √†s popula√ß√Ķes durante a fase de combate √† pandemia do Covid-19.
Por Nuno Miguel em 10 de Jul de 2020
Em comunicado, José Horta refere que “em pleno confinamento, onde a ajuda à população era fundamental, o executivo da união de freguesias não agiu nem reagiu com vista a apoiar os seus fregueses. Colocar uma informação no Facebook com um número de telefone de apoio não é minimamente suficiente uma vez que existem muitos fregueses que não têm acesso às novas tecnologias”. O líder da bancada do CDS/PP sublinha que “o executivo chumbou com uma avaliação muito má na sua atitude perante esta pandemia. O poder político mais próximo do povo é o das juntas de freguesias que devem, em primeiro lugar, acautelar o bem estar de todos os fregueses, principalmente os mais frágeis, e este executivo nada fez neste sentido”.
Neste comunicado, José Horta pronunciou-se ainda sobre o processo que opôs o actual executivo a uma antiga funcionária da união de freguesias. O líder da bancada do CDS/PP afirma que não questiona a decisão judicial mas considera que o presidente da autarquia “fica com o ónus da falta de ética de dispensar, de um momento para o outro, após 11 anos de trabalho e sem que nenhuma nova circunstância tivesse surgido no seu contrato de trabalho, uma funcionária grávida, com todos os problemas emocionais e físicos que poderiam ter resultado daí”.
José Horta lança ainda um apelo às populações para que nas eleições autárquicas do próximo ano os habitantes da união de freguesias “tenham a capacidade e a lucidez de chumbar com distinção este executivo e este presidente que no meu entender é de fraca qualidade”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados