RCB/TuneIn
Quarta, 05 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
II LIGA: SP. COVILHÃ COM ORÇAMENTO DE €850 MIL
Rádio Cova da Beira
A notícia foi avançada ontem em assembleia geral pelo presidente da direcção. José Mendes acredita que, "não sendo fácil, o Sp. Covilhã vai mais uma vez ser candidato e um outsider no campeonato, e tentar lutar pela subida de divisão, mantendo Daúto Faquirá como treinador, e exigindo- lhe que a equipa pratique bom futebol e ganhe mais vezes, do que empate ou perca". Referiu aos sócios.
Por Miguel Malaca em 09 de Jul de 2020

A reunião magna, realizada no Estádio Santos Pinto, assegurou o distanciamento físico entre os cerca de 30 sócios presentes, devido ao novo coronavírus.
José Mendes, ainda sobre o orçamento 2020-21 referiu que pode variar, "mais cem mil euros, menos cem mil euros, dependendo da venda de um ou outro jogador. No entanto, apesar do clube não ter milhões, não deixa de ter, naturalmente, ambição, apesar de que também, não nos podemos esquecer que a interrupção da II Liga, quando ainda faltavam disputar 10 jornadas, causou prejuízos enormes, não apenas financeiros como desportivos, nomeadamente, a paragem dos jogadores desde Março, para além, de que, no caso do Sporting da Covilhã, o apoio de 174 mil euros que recebeu, entre Liga e Federação, nem sequer cobriu a receita que encaixaria das transmissões televisivas. De qualquer forma, também quero divulgar que o Sporting da Covilhã foi dos poucos clubes, entre as I e II ligas, que pagou escrupulosamente a toda a gente que trabalha no clube. Não há nenhum jogador que possa dizer que o Sporting da Covilhã deve um cêntimo", congratula-se José Mendes.
O presidente dos leões da serra perspectiva ainda "um ano difícil, e cheio de grandes interrogações". Quanto ao futuro, a equipa regressa ao trabalho no dia 13, com Daúto Faquirá novamente a liderar a equipa técnica, com treinos individuais, para já, para além de realizar, exames médicos, e testes à Covid-19, aos jogadores, staff de apoio e equipa técnica. Tudo a partir das 16 horas, no Santos Pinto.
Quanto ao plantel, ainda incompleto, uma vez que, alguns reforços vindos do Brasil, Costa do Marfim e Gana, ainda não estarão presentes(só poderão viajar para Portugal depois do dia 15 de Julho, em princípio), conta já com 16 jogadores(4 dos quais reforços). As dúvidas, nesta altura, prendem-se com os avançados Silva e Kukula. O primeiro, fez um exame ao coração, e está dependente de poder voltar a jogar ou não, enquanto o segundo, tem contrato, mas também proposta para sair, o que poderá suceder em breve.
Durante a pré-época, mesmo sem poder realizar jogos-treino, devido à pandemia, e à falta de autorização das próprias autoridades de saúde, a equipa profissional do Sp. Covilhã vai, entretanto, aproveitar as duas primeiras semanas de trabalho, para estagiar na Serra da Estrela, onde ficará hospedada na Pousada da Juventude das Penhas da Saúde.
Quanto ao início das competições 2020-21(Taça da Liga e II Liga), tudo pode acontecer durante a segunda quinzena de Agosto.
O presidente do Sp. Covilhã, no decorrer da assembleia geral referiu que " estivemos ontem reunidos na Liga com a comissão do calendário, e em princípio, pois ainda nada é oficial, as nossas competições deverão começar, a 15 de Agosto (1ª eliminatória da Taça da Liga), oito dias depois(dia 22), está marcada a 1ª jornada da II Liga. No último fim de semana de Agosto, realizar-se-à a 2ª eliminatória da Taça da Liga, para que no primeiro fim de semana de Setembro, voltar o campeonato. Pelo menos, é isto que está alinhavado. No entanto, é imperioso começar a jogar já, pois as equipas do II Liga estão sem jogar há cinco meses, e se não começamos a jogar rapidamente, alguns clubes podem inclusivamente entrar em insolvência". refere José Mendes.
Fora das 4 linhas, o presidente serrano antecipa "um ano complicado" também no que toca aos patrocinadores, resultado da pandemia. "As empresas, restaurantes, hotéis, que nos ajudam, estão com muitas dificuldades. Sem esse apoio torna-se mais difícil, mas vamos à luta. Dizer também, que nesta fase complicada porque passamos todos, o Sp. Covilhã está pronto para ajudar, quem nos tem ajudado há 16 anos a esta parte, desde que sou presidente do clube. Precisamos de todos, incluindo, naturalmente os sócios.", realça José Mendes.
Na assembleia-geral do clube serrano, foram aprovadas, por unanimidade, as estimativas financeiras do clube para a próxima temporada, no futebol de formação, que prevê receitas de 118 mil euros, despesas na ordem dos 115 mil euros e um saldo positivo de 2.625 euros.
"É o orçamento possível. Baixámos cerca de 17 mil euros relativamente á época 2019-20, até porque também, não sabemos se vamos ter ou não o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, como aconteceu nas últimas três temporadas (50 mil euros cada), nem tão pouco, quando iremos começar os treinos das camadas jovens, e começarão as competições na AFCB 2020-21. Salvaguardar a saúde de todos, é nesta altura, a nossa prioridade". Concluiu José Mendes.
Foi ainda aprovado por unanimidade um voto de louvor ao trabalho realizado pelos órgãos sociais, em especial pela direcção, apresentado pelo associado Francisco Moreira.

O relvado do estádio Santos Pinto vai entretanto, em breve, receber um tratamento. Os trabalhos serão realizados pela autarquia.

Quanto às terraplanagens na academia do clube, as obras poderão também começar brevemente, seguidas da construção de dois campos de futebol de relva sintética. 

  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados