RCB/TuneIn
Sábado, 08 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
UBI COM NOVA LICENCIATURA
Rádio Cova da Beira
A partir do próximo ano lectivo, a Universidade da Beira Interior (UBI) vai ter uma nova licenciatura, em Física. Para os cinco colocados com nota de candidatura mais alta a instituição vai ter bolsas disponíveis, num curso que foi desenhado para “formar profissionais altamente qualificados e capazes de trabalhar em sectores de actividade com elevada exigência científica”, refere a instituição.
Por Paulo Pinheiro em 06 de Jul de 2020

Trata-se de uma resposta da UBI a uma necessidade crescente de procura por uma área extremamente importante em “áreas altamente tecnológicas”. Para Luís José Amoreira, futuro director do curso recém-criado “os cursos de 1.º Ciclo em Física registam actualmente uma crescente procura por parte dos candidatos ao Ensino Superior no nosso país. Isto reflecte a forte empregabilidade dos graduados com estudos aprofundados em Física e Matemática, não só junto de indústrias com intensa incorporação de tecnologia, mas também de empresas de software, de consultadoria e de análise de mercados e de riscos”. O docente acrescenta que a formação vai também “dar um contributo para adequar a oferta, que até agora tem estado concentrada exclusivamente nas universidades do litoral, a essa procura crescente dos estudantes”.

Para a UBI, a licenciatura em física é uma alternativa para quem quer estudar no Interior e “reforça a matriz científica da Universidade Beira Interior ao apostar numa ciência fundamental”, afirma João Canavilhas, vice-reitor com a área do Ensino. “Tal como no caso da Matemática e Aplicações, aberto no ano passado, a abertura de Física é uma aposta numa das áreas com mais futuro no mercado de trabalho, uma vez que estes profissionais altamente qualificados têm uma área de actuação abrangente que vai da análise de risco no sistema financeiro até à cosmologia", conclui.

Em nota enviada aos órgãos de comunicação social, a UBI explica que o 1.º Ciclo em Física está estruturado para dois percursos: Física, e Física e Química. O primeiro permite uma formação sólida e diversificada em Física e Matemática, contemplando um leque de opções como astrofísica ou aplicações médicas da Física, que permitem ao estudante dar expressão às suas preferências e ajustar a formação ao seu projecto académico. O segundo percurso dirige-se especificamente aos estudantes que pretendem continuar estudos em mestrados de formação de professores de Física e Química no Ensino Secundário. Com esta opção, o estudante assegura os níveis de creditação em Física e em Química exigidos por lei para a inscrição nesses cursos.

Para os cinco melhores candidatos com nota de ingresso superior a 14 valores, vai existir isenção do pagamento de propinas durante três anos. Há ainda livração do pagamento de propinas durante um ano para os cinco seguintes candidatos na seriação de ingresso.

O 1.º Ciclo em Física recebeu da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) a acreditação por seis anos, o período máximo que a lei permite.

 

 

c/ Renato Santarém. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados