RCB/TuneIn
Domingo, 23 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
LBP QUER RENEGOCIAR PROTOCOLO COM INEM
A Liga de Bombeiros Portugueses pretende renegociar o protocolo com o Instituto Nacional de Emerg?ncia M?dica porque segundo o presidente da Liga, Duarte Caldeira, os bombeiros n?o podem continuar a ser os parentes pobres do sistema.
Por Paula Brito em 17 de Mar de 2008

"Os bombeiros não podem ser parceiros do estado apenas porque conseguem um serviço a custo menor, se for possível tudo bem, mas isso não pode ser feito à custa do sacrifício da qualidade" declarações de Duarte Caldeira no final do conselho nacional da Liga que esteve reunido no Fundão. Para Duarte Caldeira fazer socorro 24 horas por dia requer equipas profissionais que sejam complementadas com voluntariado "é essa decisão que o governo terá que ter coragem para assumir definitivamente".

A Liga vai retomar as relações, até agora de turbulência, com o INEM "a seguir à Páscoa" uma vez que, acrescenta Duarte Caldeira, "o socorro pré hospitalar em Portugal não se compadece com mais demoras". A Liga aguarda ainda uma reunião com a nova equipa do ministério da saúde a quem vai propor a redifinição de uma verdadeira rede nacional de ambulâncias "não num conceito cego de rácio de uma ambulância por 40 mil habitantes, mas tendo em conta variáveis como as acessibilidades, perfil social da localidade e a existência ou não de estabelecimentos de saúde de referência". Do conselho nacional da Liga que reuniu no Fundão "saiu a firme determinação de não adiar mais tempo a construção de um verdadeiro sistema de emergência médica em Portugal onde os bombeiros têm um papel fundamental a desempenhar".  

Do conselho nacional saiu também a confirmação que Duarte Caldeira se recandidata à presidência da LBP no congresso eleitoral marcado para o próximo mês de Outubro. Apesar de já ter dito que não se recandidatava por questões pessoais Duarte Caldeira mudou a decisão "para evitar divisões num momento em que a Liga precisa de dar um sinal de coesão ao país".

No final do conselho nacional foram distinguidos, por proposta da federação distrital de bombeiros, oito comandantes do distrito de Castelo Branco, seis no quadro de honra e dois a título póstumo. A Liga homenageou ainda o ex-secretário de estado da protecção civil, Ascenso Simões, com o crachá de ouro da liga. Uma distinção "pelo ritmo que imprimiu e pelo modo como sempre se relacionou com os bombeiros", agora Duarte Caldeira espera que "o ritmo continue" já que o calendário que estava estabelecido com Ascenso Simões terminava este ano e "ainda há aspectos fundamentais para resolver". Segundo Duarte Caldeira "neste primeiro trimestre nada foi feito e penso que já demos o tempo suficiente às novas equipas para se adaptarem".

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados