RCB/TuneIn
domingo, 02 out 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
VOLEIBOL: ARTISTA COVILHANENSE ESCULPIU MURAL
Rádio Cova da Beira
Telmo Guerra, emigrado na Suíça há vários anos, decidiu esculpir na parede de entrada da sede da Federação Internacional de Voleibol, em Lausanne, um mural de uma jogadora a praticar a modalidade na praia. A obra demorou 80 horas.
Por Miguel Malaca em 23 de Jun de 2020

Recorde-se que o artista plástico, natural da Covilhã, já em 2018, tinha realizado um trabalho idêntico(mural de cerâmica), com o rosto de Cristiano Ronaldo (CR7).  

Em declarações à Lusa, o director-geral da FIV(FIVB, sigla francesa), refere que "trata-se de uma identidade. Outrora, uma pessoa que entrasse na nossa instituição, que não conhecesse o nosso desporto, sairia sem saber onde estava, porque não existia nenhuma assinatura do desporto que representamos. Hoje, e com a obra de arte do Telmo, ninguém tem dúvida de que se trata da Federação Internacional de Voleibol, quando se entra na nossa instituição", disse Fábio Azevedo.

Telmo Guerra, vive em Neuchâtel há oito anos, é mestre em Psicologia pela Universidade da Beira Interior (Covilhã), e trabalha actualmente, como assistente social com crianças e jovens, para além, do seu "grande amor" ser a Arte (trabalhos feitos em madeira, gesso, cerâmica, e granito, entre outros materiais, incluindo obras com frases de Luís Vaz de Camões, Amália Rodrigues, Fernando Pessoa, e José Saramago, por exemplo).

No que diz respeito a esta obra em particular, o artista beirão, diz que "se trata de estar no sítio certo à hora certa. O que mais me marcou, foi realizar a obra no lugar em que se encontra. Foi uma grande honra e um privilégio ter feito esta obra, que dá alma à FIVB, onde toda ela foi esculpida à mão, durante uma semana, em cerca de 9 a 12 horas por dia. Acima de tudo, quero demonstrar através da minha arte, quem sou e donde venho", afirmou Telmo Guerra à Agência Lusa.

Na Suíça, os murais do artista autodidata da Covilhã, podem ser vistos em Berna, Lucerna, Lausana, La Chaux-des-Fonds, Valangin, Dombresson, Neuchâtel e em Yverdon.

As suas obras são também divulgadas através do seu blogue e páginas nas redes sociais.

 

 

 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados