RCB/TuneIn
Sexta, 10 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
USCB RECLAMA URGÊNCIA NA INSTALAÇÃO DO TRIBUNAL
Rádio Cova da Beira
A União de Sindicatos de Castelo Branco (USCB) defende que o processo de instalação do Tribunal de Trabalho da Covilhã nas instalações da Casa dos Magistrados "tem de ser curto" e "deve-se de imediato iniciar as diligências" para a realização das obras que permitam a transferência do Tribunal de Trabalho ainda no decorrer de 2020.
Por Paulo Pinheiro em 03 de Jun de 2020

Outras da categoria:

Com o acordo financeiro alcançado entre a CMC e a Rude para a USCB/CGTP-IN "abre-se um novo capitulo" no processo  de instalação do Tribunal de Trabalho nas instalações da Casa dos Magistrados.

 

"Hoje é mais nítido que o diferendo que os opunha ia muito para além da simples indemnização do valor suportado pela Rude nas obras realizadas no edifício em causa e fica claro que o interesse geral e a mais digna instalação do Tribunal de Trabalho foram usados como arma de arremesso numa guerra que não honra nenhuma das partes envolvidas", refere em comunicado aquela estrutura sindical.

 

Sem se pronunciar sobre os contornos e as implicações financeiras deste acordo, a USCB afirma “que se perdeu demasiado tempo e que essa perda de tempo prejudicou a justiça laboral e todos os que trabalham no tribunal e todos os que necessitaram de recorrer ao tribunal de Trabalho”.

 

Recordando que já 2016, em nota à comunicação social, apelou aos presidentes da CMC e da Rude que encontrassem uma solução para a instalação do Tribunal de Trabalho da Covilhã,  a União de Sindicatos de Castelo Branco sublinha que “passaram quase quatro longos anos sendo por isso legítimo dizer que se perdeu demasiado tempo e dinheiro com este longo processo”.

 

A estrutura sindical deixa para as forças politicas representadas na Assembleia Municipal da Covilhã a análise do processo e a retirada das conclusões políticas que acharem por convenientes.

 

   


 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados