RCB/TuneIn
Terça, 14 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
GOVERNO QUER REMOVER AZOLLA DO RIO TEJO
Rádio Cova da Beira
O ministério do ambiente está a desenvolver um plano no sentido de remover a planta invasora «Azolla» do Rio Tejo e seus afluentes. A informação é avançada na resposta a um conjunto de perguntas efectuadas pelo grupo parlamentar do Bloco de Esquerda que se mostra preocupado com a situação.
Por Nuno Miguel em 01 de Jun de 2020
Em comunicado, a comissão coordenadora distrital de Castelo Branco do BE refere que a resposta do ministério do ambiente permitiu “confirmar a má qualidade da água, a irregularidade dos caudais e a temperatura como causas do bloom de Azolla, a existência de valores de fósforo superiores ao limite na albufeira de Cedillo, elevadas concentrações de clorofila” e “identifica que o excesso de fósforo vem do Tejo”.
Na resposta às questões apresentadas pelo BE, o ministério do ambiente sublinha que “a principal medida a tomar para evitar esta situação tem em vista a redução dos teores de fósforo no sistema aquático”. Uma situação que já foi verificada pela associação portuguesa do ambiente. No entanto “a remoção de Azolla do plano de água de Cedillo exige um conjunto de procedimentos próprios, obrigando à contratação de meios e equipamentos, que estão a ser desenvolvidos pela APA”.
O ministério admite, no entanto, que “a medida correctiva de remoção, nesta fase, não impede que permaneçam esporos acumulados no fundo ou em suspensão no rio. Facto que, em caso de ocorrência de condições favoráveis, poderá levar à ocorrência de novos blooms”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados