RCB/TuneIn
Domingo, 12 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PRIVATIZAÇÃO DO SNS SERIA UM ERRO
Rádio Cova da Beira
Hortense Martins considera que o combate à pandemia do Covid-19 veio comprovar que “estavam errados aqueles que queriam privatizar, e querem privatizar, o serviço nacional de saúde”. A afirmação feita pela deputada do PS eleita pelo distrito na assembleia da república no último debate quinzenal com o primeiro ministro.
Por Nuno Miguel em 24 de May de 2020
De acordo com a também vice presidente do grupo parlamentar do PS “os bons resultados que o país tem alcançado se devem à existência de um SNS forte e preparado. Um instrumento de combate às desigualdades e com bons e dedicados profissionais. E este governo não poupou meios para robustecer a resposta a esta pandemia e salvar vidas”.
Hortense Martins acrescenta que “enquanto a direita cortou 825 milhões de euros” na saúde, o governo do PS investiu mais 2.400 milhões de euros desde a anterior legislatura, continuando esse investimento no orçamento do estado para 2020 e isso certamente será reflectido no novo orçamento suplementar”.
No âmbito do combate ao novo coronavírus, a deputada socialista refere que “foi preciso “garantir a existência de recursos humanos e materiais adequados a esta situação, reforçar a aquisição de medicamentos e equipamentos de protecção individual, de testes de diagnóstico e mesmo de ventiladores, reforçando a medicina intensiva”. Hortense Martins apontou ainda a hospitalização domiciliária, que “constava já do programa do PS” como “uma das chaves para o sucesso no combate a esta pandemia e evitar a ruptura”.
A vice presidente do grupo parlamentar socialista destacou ainda que “e a porta de entrada do SNS, a linha de Saúde 24, tinha dificuldades no início com 12% de atendimentos, e hoje tem uma taxa de atendimento de 98%. A linha de aconselhamento psicológico tem apoiado milhares de profissionais. Tudo o que foi clinicamente considerado prioritário foi feito”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados