RCB/TuneIn
Terça, 14 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SNOWBOARD: CHRISTIAN DE OLIVEIRA É ESPERANÇA OLÍMPICA PARA 2022
Rádio Cova da Beira
O snowboard Christian de Oliveira, filho de um emigrante português na Austrália, está no bom caminho para representar Portugal nos Jogos Olímpicos de Pequim em snowboard alpino em 2022. Em entrevista ao site da Federação de Desportos de Inverno de Portugal(Covilhã), o jovem luso-descendente refere que está confiante para a apuramento, e que, para já, "até há neve na Austrália".
Por Miguel Malaca em 27 de Apr de 2020

Christian começa por dizer que “eu cresci em Melbourne e temos aqui perto, a três horas de caminho, as ‘Snowy Mountains’. As minhas irmãs, que são 10 e 12 anos mais velhas que eu, começaram a fazer esqui lá e eu tive o primeiro contacto com a neve aos 9 meses, por isso pode dizer-se que praticamente nasci nisto”, refere. 

O snowboard da FDIP explica como surgiu o primeiro “salto” evolutivo. “Tinha um treinador austríaco no meu clube e foi ele quem me desafiou a ir treinar no hemisfério norte, que seria fundamental para a minha evolução. Assim, aos 9 anos, fui a França treinar e competir. Foi aí que comecei a perceber melhor a realidade fora da Austrália, mas logo aos 5 anos, assim que experimentei o snowboard fiquei viciado”, admite Christian.

O jovem snowboarder que hoje em dia divide o ano entre a Austrália e Áustria(base para a temporada competitiva nas montanhas da Europa), também já passou pelos Estados Unidos da América: 

“Já estou habituado. Fui exposto a esta rotina muito cedo pois treinei e competi nos Estados Unidos durante anos. Aos 13, dediquei-me ao slalom e gigante paralelos e dois anos depois mudei-me para uma escola de desportos de inverno no Colorado para treinar com o treinador da equipa olímpica dos EUA. E foi também na América que fiz os três últimos anos do liceu. Depois vinha para a Austrália nas férias, por isso, para mim, já é normal.” 

 
Quanto à ligação a Portugal, bom, Christian de Oliveira diz que : “O meu pai é de uma aldeia perto de Viseu e emigrou para a Austrália quando tinha 25 anos. Estive em Portugal apenas duas vezes, quando tinha 7 anos e mais recentemente, em 2018. Foram visitas curtas mas adorei o país, é um sítio maravilhoso e penso mesmo ir morar aí um dia.” 

Quanto à ligação com a Federação de Desportos de Inverno e a possibilidade de representar as cores lusas nos Jogos Olímpicos surgiu na sequência de um contacto do selecionador nacional Nuno Marques ("Mancha"): 

“O Nuno contactou-me por e-mail e convidou-me. Vi aí a possibilidade de ajudar a desenvolver o snowboard em Portugal e isso foi uma proposta irrecusável. E é uma forma de homenagear as minhas raízes familiares, e ir aos Jogos Olímpicos, representar Portugal, é um sonho, e começou quando tinha 12 anos, quando percebi que queria seguir este desporto. Pensei que se queria ir longe neste desporto tinha de ter objetivos e os Jogos Olímpicos e ser campeão mundial eram as metas ideais. Só mais tarde surgiu Portugal e foi aliar as duas. Seja como for, hoje é mais que um sonho, é algo que já não me deslumbra, sei que se trabalhar e empenhar-me vai acontecer. Quanto mais trabalhar, mais perto estarei do sonho.” Conclui o atleta.

Conheça agora o palmarés de Christian de Oliveira até ao momento:

Campeão da Taça da América 2017 (Slalom Paralelo).

3º na Taça da América 2017 (Slalom Gigante Paralelo)

19º Campeonatos do Mundo Park City 2019 (Slalom Gigante Paralelo) 

35º Campeonatos do Mundo Park City 2019 (Slalom Gigante Paralelo)

5º e 9º em Campeonatos do Mundo de Juniores27º Taça do Mundo Scuol 2020 (Slalom Gigante Paralelo)

27º Taça do Mundo Bad Gastein 2020 (Slalom Paralelo)

14º Taça da Europa Gudauri 2020 (Slalom Paralelo)

15º Taça da Europa Gudauri 2020 (Slalom Gigante Paralelo)

17º Taça da Europa Simonhoehe 2020 (Slalom Gigante Paralelo).

Depois dos covilhanenses Ricardo Brancal e Manuel Ramos, no Esqui Alpino, agora é a vez de Christian de Oliveira, no Snowboard, acreditar que também pode alcançar os mínimos, para representar o país nas próxima Olimpíadas de Inverno em 2022. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados