RCB/TuneIn
Domingo, 31 Mai 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PCP ACUSA MISERICÓRDIA DE COBRAR PRESTAÇÕES INDEVIDAS
Rádio Cova da Beira
A Comissão concelhia da Covilhã do PCP denuncia medida tomada pela misericórdia local que, apesar de ter os infantários encerrados desde o passado dia 13 de março, decidiu cobrar 50% das mensalidades de Abril e Maio.
Por Paula Brito em 30 de Mar de 2020

“As famílias, que já têm os seus rendimentos reduzidos, devido as medidas de contenção, não podem pagar por um serviço que não lhes é prestado.” Refere o PCP num comunicado onde condena esta situação, agravada “pela tentativa de transferência dos trabalhadores do infantário para o lar”, a “imposição do uso das ferias durante este período e a tentativa de introdução de turno de 12 horas no lar.”

 

Contactado pela RCB, Neto Freire, provedor da Santa Casa da Misericórdia da Covilhã, diz que, em relação às prestações nada está decidido nesse sentido e que a preocupação da instituição neste momento é com a valência de lar.

 

A RCB teve acesso ao email que a Santa Casa da Misericórdia da Covilhã enviou aos pais dizendo que a “Instituição continua a assegurar custos fixos da resposta social, aos quais terá que fazer face para a sua manutenção.”

 

E, reconhecendo que a medida não consta do regulamento interno, por se tratar de uma situação nova, “a Santa Casa da Misericórdia da Covilhã deliberou que as mensalidades a comparticipar pelos Pai/Mãe encarregado/a de educação serão feitas da seguinte forma – 100% mês de Março, 50% em Abril e 50% em maio”, pedindo compreensão para a necessidade desta medida. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados