RCB/TuneIn
Domingo, 20 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
HÁ 20 CAPELAS DEDICADAS A S. SEBASTIÃO NO FUNDÃO
Rádio Cova da Beira
Valverde comemorou o centenário da capela do Mártir S. Sebastião, mandada erguer no Carvalhal, em 1919, pelos soldados que sobreviveram à I Grande Guerra mundial. Uma das 20 capelas que existem, só no concelho do Fundão, dedicadas ao patrono dos três males do mundo – a fome, a peste e a guerra.
Por Paula Brito em 21 de Jan de 2020

Outras da categoria:

“Neste caso é uma coincidência única, porque estamos em presença de soldados que foram à I guerra mundial e vieram intactos e mandaram construir esta capela, porque o S. Sebastião foi um soldo romano ao serviço do Imperador. Sempre que entramos em guerra há um recurso ao mártir S. Sebastião.” Explica António Cunha e Silva apontando para a imagem de S. Sebastião no altar mor da capela “não é por acaso que ali vemos um elmo, um escudo e uma espada.”

 

O professor de música e escritor foi o convidado da palestra que assinalou o centenário da capela de S. Sebastião, em Valverde, no último sábado.  Uma das 20 que existem, só no concelho do Fundão, dedicadas ao patrono dos três males do mundo: fome, peste e guerra.

 

Interessado pelas tradições da Beira desde 2015, António Cunha e Silva fala da particularidade das festas associadas ao mártir S. Sebastião, nesta região.

 

“São festas particularmente interessantes, porque dão de comer às pessoas, isso não acontece em muitos locais. Aparece no Alto Minho, em Trás os Montes e aqui nas Beiras, o bodo que está ligado à fome.”

 

No concelho do Fundão existem 20 capelas dedicadas ao mártir S. Sebastião e duas festas associadas ao bodo: a festa das papas, que se realizou no domingo em Póvoa de Atalaia e do bodo esta segunda-feira em Janeiro de Cima.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados