RCB/TuneIn
Quarta, 22 Jan 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AGRAVAMENTO DO TEMPO COM CHUVA, VENTO E NEVE
Rádio Cova da Beira
Hoje e amanhã, 16 e 17 de Dezembro, as condições climatéricas agravam-se com períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, queda de neve, vento forte.
Por Paulo Pinheiro em 16 de Dec de 2019

Em comunicado, a Autoridade Nacional de Emergência e de Protecção Civil (ANPC) refere que  para esta segunda-feira estão previstos aguaceiros por vezes fortes na generalidade do continente, com condições favoráveis à ocorrência de trovoada.

Em relação à neve, ela pode cair acima dos 1400/1600 metros de altitude a partir do final da tarde de hoje, descendo a cota para os 1000 metros de altitude nesta segunda-feira, para os 800 metros no extremo Norte (ex. Gerês e Montalegre);

O vento sopra forte que nas terras altas do norte e do centro, com rajadas que podem atingir os 100km/h, excepto no sul, onde as rajadas poderão atingir os 75 km/h.

 

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adopção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoprotecção para estas situações, nomeadamente: 

 

– Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objectos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas; 

 – Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;  

 – Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas; 

 – Proceder à colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve; 

 – Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas; 

 – Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte; 

 – Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais; 

 – Não praticar actividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima; 

 – Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Protecção Civil e Forças de Segurança. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados