RCB/TuneIn
Segunda, 09 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
IPG E ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS ASSINAM PROTOCOLO
Rádio Cova da Beira
O elevado número de incêndios florestais em Portugal e a necessidade de prevenção e socorro de forma rápida e eficaz levam o Instituto Politécnico da Guarda – IPG a lançar uma pós-graduação inédita em “Média e Protecção Civil" em parceria com a Escola Nacional de Bombeiros.
Por Paulo Pinheiro em 01 de Dec de 2019

Esta é a primeira iniciativa lançada no âmbito do protocolo de cooperação entre o IPG e a Escola Nacional de Bombeiros (ENB). O protocolo é assinado terça-feira, 3 de Dezembro, às 14:30h, numa cerimónia que conta com a presença da Secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar.

 

 

De acordo com o IPG, a formação irá permitir analisar contextos de prevenção, fazer planeamento de riscos, dar respostas face a catástrofes ou crises de emergência e comunicar de forma rápida e transparente com os órgãos de comunicação social –um dos principais canais de difusão de informação para a população.

 

A Pós-Graduação em “Média e Protecção Civil”  terá a duração de dois semestres e está prevista que arranque no início de 2020. As aulas serão leccionadas pelos professores do IPG em conjunto com os profissionais qualificados da Escola Nacional de Bombeiros e da Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda. Parte da formação está prevista nas instalações da ENB em Sintra e Lousã, "para um maior contacto com os equipamentos ligados à protecção civil e para troca de experiências com os profissionais que actuam diariamente no terreno".  

 

“Queremos profissionalizar elementos ligados à Protecção Civil e ao socorro, dotando-os de competências teórico-práticas para possibilitar uma maior eficiência nas áreas da protecção civil”, afirma o presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas.

 

 

O presidente da Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda destaca ao pioneirismo da pós-graduação, "que potencialmente irá ser frequentada maioritariamente por bombeiros”. Para Paulo Amaral afirma Paulo Amaral, o acesso a esta formação "será sempre uma mais-valia para todos em caso de catástrofe”.

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados