RCB/TuneIn
Segunda, 16 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“IDANHA TEM RECOMEÇADO”
Rádio Cova da Beira
Nos últimos quatro anos, mais de mil pessoas tentaram recomeçar em Idanha a Nova. Os números, do gabinete que está a acompanhar a estratégia municipal “Recomeçar em Idanha”, revelam ainda o acompanhamento de cerca de 500 processos de investimento naquele concelho raiano. O balanço feito pelo presidente da autarquia idanhense no programa “Flagrante Direto” da RCB.
Por Paula Brito em 14 de Nov de 2019

“Pelo nosso gabinete já passaram e continuamos a acompanhar mais de mil pessoas com cerca de 500 projetos, de empresas já consolidadas, outras em desenvolvimento, outros que começaram com as suas ideias e não aconteceram, portanto, este é um processo dinâmico.”

Pela primeira vez, nos últimos 70 anos, Idanha a Nova esteve próximo de reverter o fluxo migratório. Em 2017, o saldo entre as pessoas que saíram e as que se fixaram no concelho foi apenas de dois, muito perto de reverter uma tendência de sete décadas.

“O importante desta estratégia é que foi pensada a 10 anos com o objetivo de conseguirmos inverter os fluxos migratórios, e pela primeira vez em 70 anos ficamos próximo do rácio positivo, entre aqueles que entram e aqueles que saem.”

Segundo Armindo Jacinto, os maiores resultados estão em faixas etárias jovens, fruto do apoio, nas áreas da educação e saúde, dado pela autarquia em todo o concelho, com resultados surpreendentes.

“O que nos tem permitido crescer mais de dois dígitos no número de habitantes estudantes, quer no ensino superior, quer no nosso projeto, designado, nova escola do mundo rural, onde já vamos com a matrícula 106, o que nos surpreendeu. Idanha tem recomeçado, e outro exemplo, é o caso de Monsanto que fechou com menos de 10 alunos e reabriu com 19, e hoje temos duas turmas de primeiro ciclo.”

Uma estratégia que tem distinguido o concelho de Idanha a nova como bio região.

“Estamos a falar sobretudo em áreas da economia verde, da sustentabilidade, economia social…Idanha como bio região que está a afirmar-se pela diferença. Hoje, ficamos muito satisfeitos quando temos que vêm de Alemanha, Brasil, EUA, e investidores portugueses, que olham para Idanha a Nova como uma oportunidade”.

Uma estratégia a 10 anos, para continuar no próximo mandato. Em entrevista à RCB o autarca mostrou-se disponível para se recandidatar e cumprir o terceiro e último mandato “assim os idanhenses o queiram.”

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados