RCB/TuneIn
Quarta, 13 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
ESTAÇÃO TEATRAL PROCURA CASA
Rádio Cova da Beira
A companhia profissional de teatro é a última residente da Moagem, agora habitada por uma empresa de novas tecnologias. A completar 15 anos, a ESTE gostaria de ter o seu espaço, não por “capricho”, mas por uma necessidade imperiosa de criar e crescer, numa cidade que também precisa encontrar outra definição para a cultura, refere em entrevista à RCB, o diretor artístico da companhia, Nuno Pino Custódio.
Por Paula Brito em 06 de Nov de 2019

“Gostávamos que houvesse uma outra definição cultural para a cidade, e que o nosso trabalho, pela especificidade que tem, tivesse outro enquadramento, nomeadamente na resolução de um espaço, que não é um capricho nem uma necessidade ligeira, e que se não existir, nós não podemos mudar.”

Um dos espaços que a ESTE andou a negociar, durante dois anos, foi o pavilhão da Refer junto à estação, como conta José Alexandre Barata.

“Fomos nós que sugerimos a recuperação deste espaço para a cidade, através de um acordo com a Refer, andámos dois anos nesse sonho, tivemos um projeto feito pelo arquiteto Pedro Novo para aquele espaço, havia a perspetiva de uma candidatura no Programa 2020, e de repente foi-nos dito que não. A câmara disse-nos que não, que não havia hipótese, apesar de nós nos termos disponibilizado para pagar a renda.”  

Para espanto e mágoa da ESTE, a companhia soube agora que o espaço já está alugado pela câmara do Fundão, que ali vai instalar uma empresa, “passados seis anos, viemos a saber, afinal, aquele pavilhão já está alugado pela câmara do Fundão para uma outra empresa.”

Fartos de alternativas que não se concretizam, “ao longo destes 15 anos posso elencar 10 espaços que nos foram falados e o destino foi sempre outro”, a ESTE anda à procura de casa.

“Nós queremos alugar um espaço. O problema é que no Fundão, os espaços que existem com mínimas condições para nos instalarmos, não existem, a não ser os que a câmara já tem. Para chegarmos junto de um privado para um aluguer de longa duração, não alugam, preferem alugar à câmara, e por isso torna-se muito difícil encontrar um espaço.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados