RCB/TuneIn
Sexta, 22 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
FUNDÃO: PS LAMENTA POLUIÇÃO NO RIO ZÊZERE
Rádio Cova da Beira
A concelhia do Partido Socialista do Fundão “lamenta profundamente” que, meses após meses, ainda não tenha sido verificada a origem do foco de poluição evidente no Rio Zêzere.
Por Paulo Pinheiro em 21 de Oct de 2019

A situação tem sido denunciada pelo presidente de Junta de Freguesia da Barroca e, de acordo com a concelhia, questionada diversas vezes pelos vereadores eleitos pelo PS no executivo do município do Fundão.

 

Para o PS do Fundão é lamentável que um dossier que é “semanalmente acompanhado” - nas palavras do vice-presidente do executivo - se mostre inconclusivo “e que os resultados desse acompanhamento e monitorização não chegue às populações , de forma transparente, de modo que permita encontrar soluções para a resolução do problema ali presente e que em nada promove o Concelho do Fundão, como destino, privilegiado, de natureza que deveria ser”, refere.

“É evidente, pela visita ao local e pelas imagens divulgadas pelo Presidente de Junta de Freguesia da Barroca, que o Rio Zêzere está ao abandono! “, aponta a concelhia socialista.

O PS do Fundão sublinha que aquele recurso natural  “só serve na actuação , do executivo, de maioria do PSD, para parangonas de jornal e quando algo está mal, como é o caso, usam a desculpa que “não é da tutela do município do Fundão”

A concelhia socialista pede reação ao problema ainda que a tutela não seja do Município do Fundão

“É dever do presidente da câmara municipal exigir medidas de monitorização para que se encontre a solução paras as questões aqui em causa. É imperativo que o município cumpra a sua função de garante na defesa das populações e dos seus recursos”, frisa.

Para os socialistas , é Presidente de Câmara deve cumprir o despacho exarado já em 2006 pelo Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional Francisco Nunes Correia,  em que instava a Câmara Municipal do Fundão e a Beralt Tin & Wolfram a cumprirem, entre outras, medidas consideradas fundamentais como a verificação da drenagem de toda a área de modo a projetar e instalar, com carácter de urgência, um sistema de drenagem, enquanto não forem tomadas soluções definitivas.

O desenvolvimento, com a maior brevidade possível, de um sistema que assegure a recolha e o tratamento dos efluentes da área contaminada e o estabelecimento de um plano de intervenção que vise minimizar as repercussões negativas associadas a uma eventual rotura das escombreiras e barragem de lamas foram outras linhas de actuação apontadas pela tutela.

O PS do Fundão afirma que o acompanhamento de vários assuntos relacionados com o Rio Zêzere, com as denúncias já feitas em sede de executivo municipal, como os casos dos esgotos a céu aberto, as escombreiras do Cabeço do Pião, a ribeira do Godilhão reforçadas pelas comunicações públicas do eleito do PS Rogério Gonçalves, “é notório o abandono e negligência do e para com o Rio Zêzere. São meses a mais para um caudal a diminuir e que coloca a nu a ausência de tutela sobre aquele recurso intermunicipal”, aponta,

Os socialistas têm dúvidas quanto às declarações prestadas em sede de comissão parlamentar, realizada a 12 de junho de 2019, pela Vice-Presidente da APA, que referiu que não havia qualquer tipo de problema com as águas do Rio Zêzere.

Face à situação, a concelhia do PS do Fundão anuncia que, no mais curto espaço de tempo possível, vai solicitar uma reunião com Agência Portuguesa do Ambiente a fim de pugnar pela rápida resolução dos problemas de poluição no rio Zêzere. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados