RCB/TuneIn
Sexta, 15 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“UMA SURPRESA E UMA PREOCUPAÇÃO”
Rádio Cova da Beira
É desta forma que a associação de amigos da Serra da Estrela reage, em comunicado, à decisão tomada pela assembleia da república em integrar no programa de investimentos “20 30” a construção do teleférico à Torre da Serra da Estrela por proposta da comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.
Por Nuno Miguel em 14 de Oct de 2019
Em comunicado, a associação refere que a surpresa existe “porque traduz um aproximar de posições, embora lento e tardio face ao avolumar dos problemas e das posições que a ASE tem vindo a propor para a Serra da Estrela”. Preocupação porque “apresentada a proposta para a construção do «Teleférico à Torre da Serra da Estrela», sem saber onde, como e de que modo se vai articular com tudo o resto, pode vir a revelar-se num total fracasso e transformar-se em mais um elefante branco dos muitos que ainda nos avivam a memória com a sua presença”.
A associação acrescenta que “nunca esteve presente em qualquer encontro promovido pela CIM ou outro organismo que tenha tratado o tema, apesar de ter sido a única que, publicamente e até ao momento, apresentou ideias concretas para a solução do problema do turismo para a Serra da Estrela, onde a temática dos transportes foi colocada, e que não se enquadram em nenhuma das ideias até agora vindas a público”.
A ASE sustenta que esta proposta “resulta de algumas ideias que têm surgido na comunicação social por parte da «Turistrela» com a ligação de telecabines das Penhas da Saúde para a Torre, outra de Alvoco da Serra e ainda uma outra da Lagoa Comprida para a Torre” e sublinha que a solução que apresenta “é muito mais abrangente. porque tem em consideração a localidade do teleférico suspenso e do teleférico apoiado e considera o sistema viário tendo em atenção as povoações na periferia, essencialmente para as situadas a Sul da Serra da Estrela”. 
A terminar este comunicado, ma associação afirma que “os avanços alcançados, com o simples facto de uma abertura mental, para a construção do teleférico, possam ser um ponto de partida para dar consistência a um turismo de qualidade para a Serra da Estrela em que os seus principais beneficiados são os que teimam a manter-se por cá”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados