RCB/TuneIn
Sexta, 15 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
UM SEMINÁRIO QUE É UM MUNDO
Rádio Cova da Beira
Obras de adaptação no seminário do Fundão vão permitir receber até 80 migrantes. Neste momento são 26, os ex-refugiados que estão a ser acompanhados pela equipa do gabinete para a inclusão e diversidade social, a que se juntam às 25 pessoas que estão nesta altura no Centro de Acolhimento de trabalho temporário e a residência de 30 estudantes de S. Tomé e Príncipe que estão a estudar na Escola Profissional do Fundão.
Por Paula Brito em 11 de Oct de 2019

“Estamos a ultimar um projecto para requalificação das instalações do seminário do Fundão, para termos capacidade para recebermos até 80 pessoas nestas condições. Uma candidatura ao FAMI (Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração) que vai permitir criar todas as condições para isso.”

Segundo a vereadora com o pelouro da acção social no município do Fundão, Alcina Cerdeira, no seminário estão ainda, neste momento, 25 pessoas no centro de acolhimento de trabalho temporário.

“Temos pessoas de Colômbia, do Nepal, do Bangladesh, que também convivem neste ambiente de integração, que trabalham sobretudo na agricultura. Sendo nós um território com estas características, temos muito trabalho sazonal que se pode prolongar entre seis a oito meses, e temos necessidade de mão-de-obra desta natureza, que não temos. Considero que é também para nós uma oportunidade a vinda destas pessoas.”

Um seminário transformado em “centro multicultural”, conclui a autarca.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados