RCB/TuneIn
Sexta, 18 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
STBB RESPONDE A DIAS ROCHA
Rádio Cova da Beira
O Sindicato Têxtil da Beira Baixa (STBB) lamenta as “barbaridades” proferidas pelo presidente da câmara de Belmonte, na última assembleia municipal, quando questionado sobre o encerramento da fábrica de calçado.
Por Paula Brito em 03 de Oct de 2019

No comunicado, o STBB recupera as declarações do autarca. “(…) O proprietário foi ter comigo dizendo-me que tinha dificuldades financeiras, segundo me disse devia dois meses, o que não me parece escandaloso, a verdade é que se meteu o sindicato e a partir daí, em 15 dias a fábrica encerrou."

Declarações que demonstram que, para o autarca, “trabalhar e não receber não é problema, nem é escandaloso”, acusando António Dias Rocha de fugir às suas responsabilidades quando não cuidou de saber “a fiabilidade, percurso e história do dito investidor”. O STBB lamenta que venha agora atacar o sindicato que “evitou uma greve, aconselhando os trabalhadores a voltaram a laborar durante algum tempo para assim dar tempo à empresa para regularizar a situação, coisa que a empresa não fez.”

As afirmações do autarca de Belmonte são, para o sindicato, mais graves porque não disse o que sabia à Assembleia Municipal.

“Ele estava a par de tudo, porque disso foi informado pelo sindicato”, uma vez que tomou conhecimento do ofício enviado pelo sindicato à empresa a chamar “a atenção para o pagamento dos salários com atraso. A câmara nada fez.”

O STBB recorda todo o processo, que culminou com a decisão, em reunião de trabalhadores, que, na sua maioria, quiseram passar à suspensão de contrato.

“…Regressaram ao trabalho no dia 10 de Julho, trabalhado ainda mais alguns dias e só não trabalharam mais porque a empresa tomou a iniciativa de acelerar, ela própria, o encerramento da actividade e a apresentação à insolvência”.

Recordando que, não é a primeira vez que António Dias Rocha tem uma “atitude reprovável” para com os sindicatos, o STBB espera que o autarca “repense a sua atitude anti-sindical, se retrate e peça desculpas públicas sobre as suas lamentáveis afirmações.”

 



  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados