RCB/TuneIn
Terça, 22 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“UMA ABERRAÇÃO” DIZ LOPES MARCELO
Rádio Cova da Beira
“Uma aberração” é desta forma que Lopes Marcelo classifica a atitude da bancada do PS, na assembleia municipal de Penamacor, que decidiu não apresentar ninguém para integrar o grupo de trabalho criado em Junho, com o objectivo de analisar os investimentos da câmara municipal nas empresas participadas de Malcatur e GDTP. A primeira responsável pela construção do hotel a segunda, das Termas de S. Tiago.
Por Paula Brito em 03 de Oct de 2019

“Há uma decisão da assembleia municipal tomada, está numa acta que foi aprovada, e não a querem cumprir? Essa solução é anti democrática, é uma aberração da democracia e um desprestígio para esta assembleia municipal.”

Uma atitude que levou o líder da bancada do movimento “Penamacor no coração” a deixar algumas questões.

“O que é que mudou? O que é que se passou? O que é que querem esconder? Quem é que querem proteger? As perguntas são todas legítimas a partir do momento que criam o problema.”

Um problema que o presidente da assembleia municipal, Vieira Pires, vai tentar resolver consultando a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

“Primeiro vou saber se avanço ou não com o grupo de trabalho, a minha posição é que devia avançar, mas também com deputados do PS. É evidente que sem os deputados do PS o grupo fica enfraquecido.”

O grupo de trabalho, cuja criação foi aprovada por unanimidade, previa a indicação de dois elementos da bancada do PS e um da bancada da oposição. Lopes Marcelo foi o nome indicado pelo movimento “Penamacor no Coração”, o PS disse que não iria indicar ninguém, sem qualquer justificação.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados