RCB/TuneIn
Terça, 22 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
ELEITA NOVA MESA DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA
Rádio Cova da Beira
Helena Moreira, Paulo Borges e Amélia Farinha foram os membros eleitos para a mesa da assembleia de freguesia da União de Freguesias de Fundão, Valverde, Donas, Aldeia de Joanes e Aldeia Nova do Cabo (UFFVDAA).
Por Paulo Pinheiro em 02 de Oct de 2019

Helena Moreira, que já liderava o órgão, vai continuar a ocupar a cadeira da presidência. Apenas uma lista se apresentou à eleição, com três eleitos do PS, que foi aprovada por maioria.

O acto eleitoral surge na sequência da renúncia ao cargo de José Luís Gadanho. A bancada do movimento DAR, que votou contra, deixou duras críticas à condução dos trabalhos pela anterior mesa da Assembleia de Freguesia.

A votação provocou uma acesa troca de argumentos entre Luís Oliveira (DAR) e José Maria Isidoro (CDU), que com o voto favorável viabilizou a proposta apresentada. O PS “quer continuar a trabalhar para as pessoas”, disse Pedro Penetra, eleito socialista na assembleia de freguesia.

 

Oiça aqui a notícia: https://audiomack.com/…/cova-da-be…/peca-nova-mesa-da-uff-1…

 

Um dia depois da realização da assembleia de freguesia, o grupo de cidadãos eleitos pela lista DAR, em comunicado enviado à comunicação social, reafirma que a “geringonça” está “cada vez mais lubrificada” na Assembleia de Freguesia do Fundão, Valverde, Donas, Aldeia de Joanes e Aldeia Nova do Cabo.
“Apesar dos “arrufos” entre as direcções partidárias nacionais do PS e da CDU “a (co)ligação entre os dois partidos na Freguesia do Fundão continua a dar cartas ao ponto de parecerem um só”.

Para a DAR, o representante da Coligação Democrática Unitária “presenteou-nos com uma postura de incoerência assumindo-se em definitivamente como um “apêndice” do partido socialista”.

Os eleitos da lista DAR deixaram ainda uma opinião à concelhia da CDU “deveriam estar preocupados pois deixaram de ter o vosso representante na Assembleia, que o diga a forma efusiva como festejou a eleição da sua Mesa, a Mesa do PS mais parecendo ter vencido um qualquer “campeonato”. Julgamos que uma postura mais serena da sua parte não teria evidenciado tanto a sua “contratação” por parte do PS, até porque a votação tinha sido secreta”, lê-se no documento.

Para a DAR, e perante os resultados obtidos na eleição para a nova Mesa da Assembleia, o PS e a CDU reconduziram os membros responsáveis pelo atropelo sistemático do regular funcionamento desse órgão durante os últimos dois anos dando como exemplos a convocação de assembleias de forma irregular e ilegal, ordens de trabalho que violam gravemente a lei em vigor, condução dos trabalhos com falta de isenção e moderação, entre outras.

“Quem se candidata deve ter em conta a necessária disponibilização de parte do seu tempo para “aprender” a desempenhar com rigor as funções assumidas. Ninguém nasce ensinado é certo, mas temos que querer aprender”, refere.

A Lista DAR garante que vai continuar atenta e vigilante “não tolerando mais o atropelo da legislação e regulamentação devida”. Dos actos que classifica de irregulares passados e futuros, a Lista DAR “reserva-se o direito de os contestar levando esta posição até às instâncias superiores em defesa do órgão máximo que é a Assembleia de Freguesia responsabilizando disso o PS e o “parceiro” CDU”, frisa.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados