RCB/TuneIn
Domingo, 22 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CHEROVIA: FESTIVAL TEM DATA MARCADA
Rádio Cova da Beira
De 19 a 22 Setembro o centro histórico da Covilhã é novamente o palco para a realização da décima segunda edição do festival da cherovia. A iniciativa é organizada em parceria pela banda daquela cidade, câmara municipal e associação “Desertuna” e pretende continuar o trabalho de promoção de uma iguaria gastronómica típica daquele concelho.
Por Nuno Miguel em 05 de Sep de 2019
Tasquinhas, animação de rua, mostras de artesanato e gastronomia e diversos concursos são alguns dos atractivos do programa que este ano vai ter mais ruas abertas e o presidente da banda da Covilhã admite que pode ser a maior edição de sempre ao nível de participantes “o festival este ano vai ter mais espaços, a rua jornal «Notícias da Covilhã» vai estar aberta ao público. Vamos fazer uma experiência na alteração do figurino uma vez que o artesanato nas últimas quatro edições estava sempre na rua das Portas do Sol e vai ser transferido para essa nova área, permitindo a abertura de mais tasquinhas. Temos tido até à data uma grande procura de interessados em abrir tasquinhas ou para expor os seus produtos de artesanato e eu prevejo que esta possa ser a maior edição de sempre em termos de expositores”. 
Eduardo Cavaco acrescenta que outra das novidades da edição deste ano passa pelo reforço da área gastronómica onde vão ser apresentadas novas receitas de produtos relacionados com a cherovia “há um reforço ao nível da restauração porque tratando-se de um festival gastronómico tem de existir esse cuidado. Como tal todos os visitantes do festival vão ser surpreendidos pela quantidade de receitas novas que vão ser apresentadas com a utilização de cherovia e isso é muito importante para a organização. Prova que este festival é dinâmico e inovador”.  
A dinamização do festival tem feito que a produção de cherovia no concelho da Covilhã tenha vindo a aumentar nos últimos anos, afirma Eduardo Cavaco, sendo neste momento a freguesia do Ferro a maior produtora com dezenas de toneladas por ano. No entanto o presidente da banda da Covilhã considera que é preciso intensificar esta aposta para que o produto possa extravasar as fronteiras do concelho “o produto tem-se implementado muito graças à realização do festival e a cherovia tem a particularidade de poder ser produzida de Junho até Abril do ano seguinte. Estamos a falar de muitos meses em que podemos apreciar e comercializar a cherovia. O potencial deste produto está ainda aquém do que pode vir a ser como marca da Covilhã e como dinamizador da agricultura e da economia local”.   
Do programa de animação cultural fazem parte um festival de bandas e a realização do festival internacional de folclore promovido pelo Vitória de Santo António. Eduardo Cavaco sublinha que esta iniciativa tem ainda potencial para crescer podendo, em 2020, ser também alargado para as ruas da Ramalha e dos Bombeiros Voluntários.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados