RCB/TuneIn
Segunda, 23 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“QUEREMOS FAZER HISTÓRIA”
Rádio Cova da Beira
O cabeça de lista do Bloco de Esquerda acredita que é possível fazer história e eleger, pela primeira vez, um deputado pelo distrito de Castelo Branco nas eleições legislativas do próximo dia seis de Outubro.
Por Nuno Miguel em 03 de Sep de 2019
Na apresentação pública da lista, que decorreu ontem à noite na Covilhã, Rui Lino afirmou que a melhoria da qualidade e de vida das populações está dependente da capacidade de crescimento que o Bloco de Esquerda evidenciar nesse acto eleitoral “a melhoria da qualidade de vida de cada um de nós está dependente do crescimento do Bloco de Esquerda e é por isso que faço um apelo sério e consciente a todas as pessoas que hoje aqui estão para serem o veículo de transmissão desta mensagem. Queremos potenciar a força do Bloco de Esquerda e eleger pela primeira vez um deputado pelo distrito de Castelo Branco. Um deputado ao serviço das pessoas e das causas. Vamos travar esta luta e acredito que vamos fazer história”.  
Rui Lino sublinha que “hoje em dia já ninguém duvida da capacidade do Bloco de Esquerda. Se alguém ainda duvidasse das nossas intenções, elas ficaram muito claras nos últimos quatro anos. Estamos pelas pessoas. Estamos com seriedade, para lutar rua a rua, bairro a bairro, casa a casa pela melhoria das condições e da qualidade de vida para todas as pessoas. Estamos empenhados em desenvolver políticas que que tenho reflexo na vida dos cidadãos todos os dias. É isso que nos propomos fazer”.   
Na apresentação pública da lista de candidatos a deputados que decorreu no jardim público da Covilhã, o cabeça de lista do Bloco de Esquerda agradeceu a todos os elementos que integram a lista terem aceitado este desafio. Um agradecimento que Rui Lino não partilhou com a câmara da Covilhã “não é possível fazer nenhum agradecimento ao município, uma vez que enviámos à câmara um pedido para a disponibilização do espaço onde nos encontramos e para a cedência de um ponto de luz. Foi um pedido feito com todos os trâmites legais no dia cinco de Agosto e apesar das insistências constantes que fizemos para os serviços do município, a câmara não nos deu qualquer tipo de resposta. Mas isso é também um reflexo daquilo que esta câmara faz com toda a população do concelho da Covilhã e que é indiferença”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados