RCB/TuneIn
Segunda, 23 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CMC APRESENTA NOVO SISTEMA DE MOBILIDADE
Rádio Cova da Beira
Novos circuitos de autocarros, estacionamento tarifado nos silos auto, alargamento da √°rea paga √† superf√≠cie e a cobran√ßa de uma taxa tur√≠stica pela utiliza√ß√£o dos elevadores e funiculares s√£o algumas das principais altera√ß√Ķes do novo sistema de mobilidade da Covilh√£.
Por Nuno Miguel em 30 de Aug de 2019
São as linhas gerais do plano, aprovadas por unanimidade na reunião extraordinária do executivo e onde uma das principais novidades vai para a criação de uma linha de transporte entre o centro histórico e as Penhas da Saúde, como refere o presidente da autarquia “a nova concessão vai ter uma linha de ligação à Serra da estrela, designadamente às Penhas da Saúde que são já hoje uma zona residencial do concelho da Covilhã e independentemente disso acreditamos que vai também para potenciar a nossa oferta turística. Faz também parte deste sistema de mobilidade a bilhética integrada como já referi e também uma aplicação de telemóvel com multisserviços. Temos também uma ligação permanente a circundar a malha urbana da Covilhã para que não exista uma rigidez ao nível dos horários e que permita às pessoas deslocarem-se com mais facilidade. Para além disso haverá passes gratuitos para todos os estudantes e descontos de 50 por cento em todo o sistema para os portadores do cartão social municipal”.   
Vítor Pereira acrescenta que o novo sistema de mobilidade integra também a concessão da rede de bicicletas eléctricas e o reforço das ligações suburbanas entre a sede de concelho e as vilas do Tortosendo e do Teixoso. A nova concessão também abrange os silos auto da praça do município e da estação e o alargamento da área de estacionamento à superfície em mais uma centena de lugares “o silo da estação vai passar a ser taxado, assim como outras zonas da cidade como na zona do centro comercial da estação, junto à estação de caminhos de ferro, em direcção à ANIL, e na avenida da Europa. Importa sublinhar que nesta concessão que no total será de mil lugares, 700 em silo e 300 à superfície, cabe à câmara definir anualmente as zonas de estacionamento pago à superfície sendo que também vai ser implementado um plano de descontos. Por exemplo numa casa onde existem quatro viaturas, a primeira não vai pagar nada, o segundo e terceiro carros vão pagar 50 por cento do valor e o quatro carro vai pagar a totalidade que é de 30 euros por ano. Importa sublinhar que ao nível do estacionamento à superfície temos actualmente cerca de 200 lugares e vamos ter mais 100 lugares nessas condições”.       
Dentro deste projecto está também incluído o silo auto do Sporting da Covilhã, pelo qual o município vai pagar uma renda anual no valor de 50 mil euros “entendemos que por uma questão de equilíbrio devíamos tomar esta decisão porque não queremos prejudicar nem beneficiar ninguém. E nesse sentido vamos celebrar com o Sporting da Covilhã o contrato que hoje foi autorizado e em que será a câmara o arrendatário e depois vai entregar o espaço, assim como os outros silos, à concessão”.  
Ao nível da utilização dos elevadores e funiculares, está prevista o pagamento de uma taxa turística, mantendo-se a utilização gratuita para todos os residentes no concelho “a sugestão da equipa de consultores que está a trabalhar com o município é que eles deviam ser taxados para toda a gente. No entanto eu entendo que os elevadores e funiculares não devem ser taxados pelos cidadãos residentes no concelho da Covilhã, incluindo os estudantes. Vai ser apenas aplicada uma taxa de 50 cêntimos por cada viagem aos turistas até porque são equipamentos que tem custos de manutenção e por isso também decidimos incluí-los na concessão”.  
O plano vai agora ser submetido à apreciação da autoridade da mobilidade e transportes. Depois de aprovado vai ser apresentado novamente ao executivo e à assembleia municipal antes do lançamento do concurso público internacional. O prazo de concessão tem um período de dez anos e Vítor Pereira espera que em Setembro de 2020 o processo esteja concluído. Até lá o serviço vai continuar a ser assegurado pela “Covibus”, que assinou com o município um contrato de prestação de serviços uma vez que o período da actual concessão termina já no próximo mês de Setembro. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados