RCB/TuneIn
Domingo, 22 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CONSULTA DEMASIADO ABERTA
Rádio Cova da Beira
No ano passado, procuraram a consulta aberta do Fund√£o, 25.832 pessoas. No primeiro semestre deste ano o servi√ßo, a funcionar nas instala√ß√Ķes do centro de sa√ļde, foi procurado por quase 13 mil pessoas. Uma grande aflu√™ncia que justifica a exist√™ncia desta consulta mas cujo modelo de funcionamento √© preciso repensar.
Por Paula Brito em 28 de Aug de 2019

Uma reflexão que o novo director executivo do ACES, está disposto a fazer durante o mandato que agora inicia.

Em entrevista ao programa Flagrante Directo da RCB, Manuel Geraldes diz que os números demonstram bem a importância deste serviço para o Fundão.

“Tem a ver com as características geodemograficas do concelho do Fundão. Se temos muitas extensões onde o médico não vai todos os dias, porque não podem nem se justifica, as pessoas adoecem, e em situação aguda recorrem à consulta aberta, basta isto para justificar a existência da consulta aberta.”

Segundo Manuel Geraldes, director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde da Cova da Beira, em causa não está a existência da consulta aberta, mas sim de uma maior definição do que é este serviço.

“Ninguém sabe bem o que é a consulta aberta. É um serviço de urgência? Não é. É um serviço que atende as pessoas quando o seu médico de família não está? É. Se o médico de família não estiver no centro de saúde mas estiver no serviço as pessoas devem recorrer à consulta aberta? Deixo aqui esta interrogação. Acho que devíamos debruçar-nos sobre o que é que queremos desta consulta aberta, porque ela faz falta no Fundão.”

Manuel Geraldes está disponível para repensar, no mandato que agora inicia à frente do ACES, o modelo da consulta aberta no Fundão, e adianta a sua opinião sobre o assunto.

“Na minha opinião a consulta aberta deveria funcionar como um Serviço de Urgência Básica. É um serviço que atende as urgências, que não são emergências, num serviço que está equipado para isso.”

Manuel Geraldes defende ainda o que sempre defendeu, a consulta aberta deve funcionar no centro de saúde do Fundão, onde se encontra actualmente “com todas as condições.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados