RCB/TuneIn
Domingo, 22 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
BE DEFENDE A CRIAÇÃO DE PASSE DISTRITAL
Rádio Cova da Beira
O cabeça de lista do Bloco de Esquerda às eleições legislativas do próximo dia seis de Outubro defende a criação de um passe de transportes públicos de âmbito distrital que permita deslocações dentro do distrito com recurso a todos os meios de transporte disponíveis.
Por Nuno Miguel em 26 de Aug de 2019
Em comunicado, Rui Lino sustenta que “a mobilidade desempenha um papel fundamental para o bem estar das populações”, considerando que “geralmente as politicas de transporte apenas se preocupam com a concessão de transportes urbanos e transporte escolar, sem cuidar de forma efectiva da integração dos vários operadores que efectuam serviço nos territórios concelhios, mas também não têm um pensamento agregado entre os vários municípios do distrito”.
O candidato do Bloco de Esquerda entende que “não existe uma verdadeira política de transportes, como se comprova pela falta de qualidade do serviço prestado nos diversos concelhos do distrito de Castelo Branco, não servindo eficazmente as populações que necessitam de transporte público, mostrando uma verdadeira incapacidade de resolver o problema”.
Rui Lino sustenta ainda que a criação do passe distrital “não deve estar subordinado à lógica do programa de apoio à redução tarifária nos transportes públicos mas deve ir mais além”. O cabeça de lista do Bloco de Esquerda entende que a medida “deve ser adaptada à realidade do nosso distrito. Se um passe mensal na área metropolitana de Lisboa custa 40 euros e prevê a deslocação entre 18 cidades com possibilidade de usar autocarro, metro, comboio e barco, então será legítimo para o nosso distrito haver uma adaptação deste valor pois só podemos utilizar autocarro e comboio e nunca com a mesma disponibilidade de horários que se verifica nas grandes áreas metropolitanas”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados