RCB/TuneIn
Sábado, 24 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
OBRA COM SEIS MESES DE ATRASO
Rádio Cova da Beira
O ministro das infraestruturas afirma que o governo está a procurar recuperar os atrasos na obra de electrificação do troço entre a Covilhã e a Guarda da linha da Beira Baixa.
Por Nuno Miguel em 31 de Jul de 2019
Pedro Nuno Santos presidiu, na passada sexta-feira, à cerimónia de consignação da obra a realizar entre a Guarda e Cerdeira, na linha da Beira Alta, assim como ao lançamento do concurso para a intervenção entre Pampilhosa e Santa Comba Dão.
O governante admite que existe nesta altura um atraso de seis meses em relação à expectativa inicial mas considera que vale a pena a espera “a obra está em curso e nós estamos a trabalhar para recuperar os atrasos. Neste momento, em relação à expectativa inicial, esta intervenção tem um atraso de seis meses, mas estamos a falar de um investimento muito importante para promover o desenvolvimento económico do país e para se promover o transporte da ferrovia para o transporte de mercadorias. Por exemplo ao nível das emissões de CO2 isso vai dar um grande contributo à sua diminuição e é um ganho para o país. Apesar ed a obra ter o atraso que já referi não estamos em nenhum sinal vermelho de que exista o risco de perda de fundos comunitários para esta intervenção. Estamos a trabalhar para cumprir os prazos e tenho a certeza que os vamos cumprir”.  
Pedro Nuno Santos acrescenta que todo o plano de modernização da ferrovia, onde está incluída a intervenção no corredor internacional norte, de que fazem parte as linhas da Beira Alta e da Beira Baixa, tem de estar concluído até final de 2023 “o programa «ferrovia 20 20» tem de estar totalmente executado até final de 2023, porque depois nós temos outro ciclo comunitário e aquilo que não for acabado até lá vai continuar no próximo e isso podia significar uma perda de fundos que á algo que nós não queremos que aconteça. Nós já temos muitas ideias para o próximo ciclo de financiamento comunitário e estamos a trabalhar no sentido de ganhar algum tempo e cumprir os prazos que estão estabelecidos. Até 31 de Dezembro de 2023 nós temos de ter concluído todas as intervenções”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados