RCB/TuneIn
Sexta, 10 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÔŅĹTICA
JSD APRESENTA PROPOSTAS PARA PROGRAMA ELEITORAL
Rádio Cova da Beira
A comissão política distrital da JSD vai apresentar, nos próximos dias, os seus contributos para a elaboração do programa eleitoral do PSD. O documento vai ser entregue a Cláudia André, cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Castelo Branco, e a Luís Santos, presidente da comissão política distrital do PSD.
Por Nuno Miguel em 26 de Jul de 2019
Em comunicado, a JSD refere que as propostas vão estar assentes em quatro grandes eixos; mobilidade, educação, emprego e inovação. No primeiro constam propostas como “a indexação do valor das portagens ao PIB per capita de cada região, a conclusão do IC6 e do IC31, a melhoria da rede ferroviária e a aposta na construção de um aeroporto internacional no interior em vez de noutra metrópole como pretende fazer o PS”.
Ao nível da educação, os jovens social democratas apresentam como principais medidas “a inclusão de disciplinas como programação e formação cívica no ensino secundário, a digitalização dos manuais escolares, a revisão da fórmula de financiamento do ensino superior, o regresso dos programas «Retomar» e «+Superior» e ainda a criação de um consórcio entre a UBI, IPCB e IPG para a melhoria da sua oferta formativa e subida de escala para competir a nível e internacional com algumas das melhores instituições.
Já em relação às áreas da inovação e do emprego, a JSD defende “a implementação de um incentivo fiscal para a fixação de empresas e criação de emprego no interior, o desenvolvimento de um «mega campus empresarial» e ainda uma taxa de 0% no IRC e uma TSU de 5% para trabalhadores e 15% para empresas que se fixem no interior. Medidas que devem ser complementadas com um regime especial de IRS por 10 anos para quem escolher trabalhar nestes territórios”. 
A JSD vai ainda “desafiar os deputados do PSD que venham a ser eleitos pela região a não aceitarem a disciplina de voto sempre que estejam em causa matérias que constem do programa eleitoral apresentado aos eleitores do distrito, porque a sua primeira lealdade deve ser perante os cidadãos e não as elites partidárias. Só assim vão conseguir pressionar um parlamento pouco mobilizado para a coesão do território”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados