RCB/TuneIn
Segunda, 21 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
TRIBUNAL DA COVILHÃ VAI TER NOVA SALA DE AUDIÊNCIAS
Rádio Cova da Beira
A secretária de estado adjunta e da justiça espera que até final desta legislatura estejam reunidas as condições para criar uma nova sala de audiências no tribunal da Covilhã.
Por Nuno Miguel em 26 de Jun de 2019

Outras da categoria:

Em visita ao concelho, Helena Mesquita refere que tem vindo a decorrer conversações com o município tendo em vista transferir as instalações da conservatória do registo civil para um outro local e, dessa forma, ter mais espaço disponível do edifício do tribunal para a criação de uma nova sala de audiências “o tribunal da Covilhã necessita de mais espaço e nós temos tido alguns contactos com a câmara municipal e existe a possibilidade de retirar do edifício as conservatórias que ali estão a funcionar e criar uma nova sala de audiências. A câmara municipal tem mostrado abertura para nos disponibilizar um outro espaço para a instalação dessas conservatórias e, dessa forma, podemos criar uma nova sala de audiências que é uma infraestrutura que faz falta no tribunal da Covilhã. Pode ser que até final desta legislatura existam condições de celebrar um protocolo com a câmara da Covilhã nesse sentido”. 
Já em relação ao processo de transferência do tribunal de trabalho para a antiga casa de função dos magistrados, Helena Mesquita sublinha que esse processo não vai conhecer avanços até que seja resolvido o diferendo entre a câmara da Covilhã e a associação “Rude”, que actualmente tem a sua sede a funcionar em parte do edifício “a informação que eu tenho é que esse processo ainda está em curso nos tribunais e enquanto não houver uma decisão nós não podemos fazer nada e a câmara também não nos pode disponibilizar essa antiga casa de função. Há um litígio e temos que aguardar pela decisão do tribunal. É certo que existia uma situação muito preocupante em termos do tribunal de trabalho, mas que foi resolvida com a deslocalização para o tribunal judicial. O ideal seria conseguir aceder à sala de função mas há um processo a decorrer em tribunal e temos que aguardar por uma decisão”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados