RCB/TuneIn
Sábado, 21 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
ANA MARIA LEITÃO PROMETE HASTEAR BANDEIRA DA REGIONALIZAÇÃO
Rádio Cova da Beira
A cabeça de lista da CDU pelo distrito de Castelo Branco às eleições legislativas do próximo dia seis de Outubro considera que só a implementação de um verdadeiro processo de regionalização pode ajudar a esbater as assimetrias entre o litoral e o interior do país.
Por Nuno Miguel em 26 de Jun de 2019
No decorrer de uma sessão pública que decorreu no Tortosendo e onde apresentou as primeiras propostas que vão ser apresentadas aos cidadãos do distrito, Ana Maria Leitão considera que os principais problemas que a região enfrenta, como a desertificação e o envelhecimento, são a consequência de décadas de política de direita “o PS, o PSD e o CDS muito tem falado do interior e tudo fazem para esconder que os problemas do país e do interior residem na política de direita. Continua a fugir-se ao facto de que uma verdadeira política de descentralização tem de passar pela devolução de serviços de proximidade às populações, particularmente as freguesias roubadas, e também com o cumprimento da constituição com a implementação das regiões administrativas. Essas autarquias de nível intermédio não são substituídas pelas comunidades intermunicipais que tem condicionado a capacidade de resolver problemas estruturais do país e da região”.     
Ana Maria Leitão sublinha que o processo de regionalização é vital para os territórios do interior e que não pode ser substituído pela descentralização de noivas competências para as autarquias em áreas chave como a saúde, a educação ou a segurança social.Ao nível das acessibilidades, a cabeça de lista da CDU refere que a abolição de portagens na A 23 e na A 25 é uma luta que vai continuar a ser travada, a par da concretização de outros investimentos importantes para o distrito “reivindicamos para o distrito a construção das ligações de Idanha e de Penamacor à A 23 e ainda do IC 31 e do IC 6 com o túnel de Alvoaça livre de portagens. Continuamos a exigir a melhoria das acessibilidades ao nível do transporte ferroviário e a conclusão da linha da Beira Baixa. Sucessivos atrasos nas obras têm prejudicado os utentes e desvalorizado o serviço, em particular os comboios intercidades”.   
Mas ao nível da mobilidade, Ana Maria Leitão considera que há outras medidas que devem ser implementadas com o intuito de promover uma ligação mais fácil entre os concelhos das comunidades intermunicipais do distrito “vamos lutar pela criação de passes sociais intermodais que, no território das duas CIM do distrito não ultrapassem os preços máximos de 30 e 40 euros, garantindo o seu uso em toda a rede e em todos os operadores, sejam eles públicos ou privados. Para além disso deve ser ainda assegurada a gratuitidade desses passes até aos 12 anos e a redução de 50 por cento do valor para a população com mais de 65 anos”.    
A defesa da água pública, o assumir de responsabilidades do estado na resolução dos problemas de impacto ambiental na zona do cabeço do pião e o combate à municipalização da gestão dos parques naturais são outras das bandeiras que a CDU promete hastear ao longo da campanha eleitoral. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados