RCB/TuneIn
Quarta, 23 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
LEGISLATIVAS: JSD INDICA MÁRCIA NUNES
Rádio Cova da Beira
A Juventude Social Democrata do distrito de Castelo Branco escolheu Márcia Nunes para representar aquela juventude na lista do PSD Às próximas eleições legislativas.
Por Paulo Pinheiro em 23 de Jun de 2019

Márcia Nunes, 28 anos, é licenciada em Ciências da Comunicação pela UAlg e frequenta o Mestrado em Gestão de Empresas na ESGIN-IPCB. Foi dirigente da Associação Académica da UAlg e representou os seus pares no Senado da mesma instituição. É membro da Assembleia Municipal da Sertã desde 2013 e da Assembleia Intermunicipal do Médio Tejo desde 2017. Foi Presidente da JSD Sertã, que reactivou em 2013.

 

Natural da Sertã, reside em Castelo Branco e trabalha em Vila Velha de Ródão. "A JSD reconhece o seu elevado valor e acredita que representará os jovens com um subido compromisso", refere a JSD distrital em comunicado.

 

No último Conselho Distrital da JSD (sexto), que decorreu na Sertã, a 18 de Maio, e há semelhança do que sucedeu há quatro anos, o presidente da distrital da JSD antecipou aos conselheiros que não pretendia integrar a lista de candidatos a deputados à Assembleia da República. Além de compromissos académicos e profissionais, Hugo Lopes apresenta outras duas razões: “em primeiro lugar, porque fui candidato às eleições europeias e não é ético apresentar-me a sufrágio para outra instituição quatro meses volvidos. Recuso tornar-me naquilo que sempre critiquei. Em segundo, porque, tal como fizemos nas últimas legislativas, esta é mais uma oportunidade para a JSD demonstrar que não é uma organização unipessoal e que se foca apenas no líder. Existem outras pessoas que podem representar e defender os jovens da região tão bem ou melhor que eu”, defendeu.

 

Também por unanimidade foi aprovado o nome de Mário Pereira para coordenador político da campanha da JSD estando a direcção da mesma a cargo de Nelson Carvalho e Miguel Barroso,

 

Após discussão da matéria no órgão máximo entre congressos, a JSD distrital de Castelo Branco decidiu não aceitará integrar a lista de deputados caso a Comissão Política Nacional do PSD venha a impor candidatos de fora da região.

 

 No caso de imposições top-down de nomes que militem na região, a JSD não se oporá, porém, somente se “resultar também da legitimidade e vontade última de quem toma as decisões do partido no distrito enquanto não se introduzir a reforma que pretendemos - com o voto preferencial, primárias abertas para a escolha de candidatos ou a introdução círculos uninominais -, que são os seus militantes, em sede de Assembleia Distrital do PSD e Conselho Distrital da JSD”, frisa.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados