RCB/TuneIn
Segunda, 14 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
CMC HOMENAGEIA ASCENSÃO SIMÕES
Rádio Cova da Beira
O salão nobre da câmara municipal da Covilhã foi pequeno para acolher todos aqueles que desejaram associar-se à homenagem prestado pelo município a Maria Ascensão Simões no dia em que completou 90 anos de vida.
Por Nuno Miguel em 22 de Jun de 2019
Durante mais de três décadas, Maria Ascensão Simões exerceu funções como docente na escola secundária Campos Melo, por várias vezes desempenhou cargos na direcção daquele estabelecimento de ensino, tendo estado também ligada à fundação da associação de antigos alunos professores e funcionários. Foi também reitora e professora na academia sénior daquela cidade e desempenhou um mandato como eleita na assembleia municipal entre 2005 e 2009.
Uma homenagem que deixou Maria Ascensão Simões muito emocionada e que partilhou com todas as mulheres que lutaram pela transição na sociedade em que a mulher deixou de ser encarada apenas como dona de casa e passou também a exercer funções profissionais e a lutar pela sua própria independência “mulheres que, como eu, tiveram que batalhar pela sua vida, pela sua independência, pela sua liberdade e pelo seu modo de querer ser independentes e não dependentes do seu marido ou companheiro. Eu dedico esta homenagem a todas as mulheres que fizeram o mesmo percurso que eu. Foi um percurso difícil, tirado a ferros, porque era preciso não só sermos boas donas de casa como boas profissionais e era preciso mostrar que estávamos à altura dos homens e que conseguíamos fazer tudo o que eles faziam”.    
Apontada por muitos como uma mulher à frente no seu tempo, tendo sido a primeira mulher a deixar que a sua empregada doméstica se matriculasse na escola, Maria Ascensão Simões não esconde o orgulho que sente pelo caminho que percorreu ao longo da sua vida “ao olhar para trás e ver o caminho percorrido, sinto que cumpri a minha missão. Fui mulher, esposa e mãe. Fui jovem de bom coração e educadora também. Na escola Campos Melo vivi tempos de ansiedade mas não há nada mais belo do que viver em liberdade. Olho em frente e vejo consideração e estima. Sinto uma imensa gratidão com esta homenagem e agradeço a todos do fundo do coração”.
Já o presidente da câmara municipal da Covilhã considera que se tratou de uma homenagem justa a uma mulher a quem a sociedade covilhanense deve muito. Vítor Pereira sublinha que “ninguém fica indiferente à personalidade e à presença da professora Ascensão Simões, que ainda hoje tem uma alegria contagiante. Nos dias de hoje é muito fácil falar na paridade, na igualdade de direitos e no papel da mulher na sociedade mas, recuando à década de 50 do século passado, quando ela chegou à Covilhã era muito difícil ser mulher. E ela com o seu exemplo de mãe, de cidadã, de professora e de mulher de cultura é alguém a quem a comunidade covilhanense deve muito”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados