RCB/TuneIn
Terça, 17 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SPORTING DA COVILH? VOLTA A PERDER FORA
Em Abrantes o Sporting da Covilh? sofre a terceira derrota seguida em jogos realizados fora de portas. 2-1 para os donos da casa, num jogo que os le?es da serra se revelaram muito displicentes.
Por José Joaquim Ribeiro & Miguel Malaca em 18 de Feb de 2008

Os serranos não podiam ter entrado melhor no jogo. Logo aos 3’ colocaram-se na posição de vantagem, por intermédio de Paulo Gomes, na sequência de um livre, batido sobre o lado esquerdo, com a bola a entrar na baliza com responsabilidade para o guardião Passarinho, que na nossa opinião permitiu que na sua baliza entrasse um “ frango “.

 

Neste período o Sporting jogava bem, com boas movimentações, excelente dinâmica e muita entrega. Destaque para Dani, que jogou e fez jogar enquanto teve forças. Foi um período que os leões podiam ter arrumado a questão do triunfo a seu favor. Criaram três ou quarto boas ocasiões para elevarem o resultado mas por falta de sorte, nalguns casos e por inércia dos seus avançados noutros, o esférico não voltou a entrar na baliza do Abrantes. Como quem não marca sujeita-se a sofrer, esta máxima voltou a ser aplicada neste jogo. A equipa do Abrantes na primeira vez em teve possibilidades de alvejar a baliza de Igor conseguiu o empate. Estavam decorridos 19 minutos, o lance nasce de um pontapé de canto, que parecia ir ser resolvido por Vladimir, mas o defensor covilhanense deixou-se antecipar por Wagner para este fazer o tento da igualdade.

 

Foi com este resultado que se chegou ao intervalo, se bem que, antes do descanso o Sporting podia ter voltado a colocar-se em vantagem não fora a má decisão do auxiliar do lado da bancada que assinalou um fora de jogo de posição a Fabrício, anulando um lance que acabou com a bola dentro da baliza do Abrantes, um lance que não valeu.

 

Na segunda parte o jogo foi totalmente diferente. O Sporting que tão bem tinha estado na primeira parte apresentou-se para este segundo período totalmente diferente, para pior. O Sporting passou do 80 para o 8 do primeiro para o segundo período do jogo. A ambição e a entrega revelada na primeira parte ficaram nos balneários e, por isso, permitiram que a equipa da casa se agigantasse e lhes criasse muitos problemas. O Abrantes passou a marcar mais em cima e passou, também, a jogar no erro dos leões da Serra. Foi exactamente numa displicência defensiva que ocorreu a perda de bola que depois deu origem ao pénalti que veio a ser fatal para os serranos. A perda de bola ocorreu em zona proibida, o cruzamento foi feito para a área leonina onde Vladimir terá jogado, inadvertidamente o esférico com o braço. Chamado a converter o castigo, Serginho não falhou e colocou o Abrantes na posição de vantagem, quando se jogava o minuto 76.

 

Até final o Sporting ainda tentou remediar a questão mas, ou por falta de condição física ou por falta de força anímica, os intentos não foram bem sucedidos. Com esta foi a terceira derrota consecutiva que os Leões da Serra sofrem fora de portas e que motivou uma prolongada conversa, cerca de hora e meia, após o jogo, entre o Presidente José Mendes e todo o grupo de trabalho. Vai valendo o facto dos adversários directos ainda serem mais irregulares.

 

Seguem-se dois jogos em casa, com Penalva do Castelo e com o Torreense.

 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados